TENSCADISTO

“Hollywood, tens cá disto?”: Quarta Divisão

Hollywood, tens cá disto? promete trazer, mensalmente, até nós aquilo que só Portugal nos dá: o Cinema Português. Não que de Hollywood não cheguem muitos títulos de qualidade, mas de Portugal, ao longo das décadas, têm sido muitos os grandes filmes de que pouco se fala. Esta é a rubrica certa para se falar deles”.

O filme escolhido deste mês é Quarta Divisão, de Joaquim Leitão. Esta escolha prende-se por se tratar de um dos realizadores que mais contribui para o impulsionamento do cinema português e pela forma como este apresenta a temática do filme, que podia perfeitamente cair em certos clichés, típicos deste género, dando no entanto, de forma brilhante, a volta à narrativa.

Esta longa metragem retrata o desaparecimento de uma criança de 9 anos. O caso é entregue à Quarta Divisão da Polícia de Segurança Pública que monta uma grande operação de busca por toda a cidade, ao mesmo tempo que investigam a aparente família feliz e normal desta criança.

Contando com actores conhecidos da parte do publico como Carla Chambel, que carrega o filme muito bem enquanto inspectora da PSP, ou Paulo Pires, estes mostram que também os actores portugueses são capazes de fazer cinema com grandes capacidades de interpretação. Um dos pontos altos é o argumento e a forma como o filme escapa ao típico cliché de mais um filme sobre o rapto de uma criança, como estamos habituados com os vários exemplos que temos de Hollywood, e nos transporta para outro nível onde reflectimos sobre outras temáticas como a pedofilia ou a violência doméstica.

quarta-divisao28253507_400x225

Trata-se assim de uma história interessante, bem ritmada e que, em vez de dar as pistas todas ao espectador, leva-o a agarrar-se ao ecrã do principio ao fim, curioso do desenrolar desta película nada linear.

Este é um dos pontos mais positivos do filme, uma vez que fazer com que a história não caia no óbvio e no facilmente decifrável é uma das maiores dificuldades do género policial e Quarta Divisão supera sem dúvidas, o que muitas vezes não acontece com filmes de grande destaque em Hollywood.

Com uma boa fotografia, bem como uma banda-sonora que acompanha perfeitamente a ação, aqui está um exemplo de que o que é nacional é feito com bastante qualidade,com profissionais competentes e principalmente apaixonados pelo que fazem.

Ficha Técnica:

Realizador: Joaquim Leitão

Argumento: Joaquim Leitão

Elenco: Carla Chambel, Paulo Pires, Cristina Câmara, Pedro Lima

Nota: 7,5/10

Mais Artigos
A Serra Bem Me Quer
‘A Serra’ é parecida com ‘Bem Me Quer’? “Começámos em janeiro de 2020”, afirma Daniel Oliveira