0,,17287021_303,00

Museu Nacional da Ucrânia fecha por motivos de segurança

O Museu Nacional da Ucrânia, situado em Kiev, encerrou na sequência dos protestos contra a aproximação do governo à Rússia, na capital ucraniana, por motivos de segurança.

A mensagem publicada na terça-feira (dia 21), no site do museu anunciava que “devido aos eventos ocorridos na Rua Hrushevskoho a exposição do museu estará fechada a visitantes. Todos os eventos previstos para esta semana foram cancelados.”

Depois de violentos confrontos envolvendo os defensores do Governo Pró-Russia, os seus opositores partidários de uma aproximação à União Europeia e a polícia, a zona envolvente ao museu tornou-se numa das mais perigosas da cidade. Atos tais como o lançamento de pedras, disparos com balas de borracha e uso de gás lacrimogénio a par de explosões de cocktail Molotov são alguns dos fatores que comprometem a segurança nessa área.

A diretora-geral do museu, Mariia Zadorozhna, a curadora principal, Juliya Lytvynets, e a representante do sindicato dos trabalhadores da instituição, Maryna Skyrda, já assinaram uma carta aberta na qual pedem à totalidade dos manifestantes que “tenham em mente a responsabilidade de preservar a herança cultural nacional; evitem ações intencionais ou acidentais que possam danificar o museu e a área envolvente; ajudem o pessoal do museu a cumprir a sua missão”.

Segundo terá sido noticiado pelo The Art Newspaper, esta quarta-feira, o presidente do Centre for Museum Development, Vladislav Pioro, já alertou para o facto de “mil anos da história” da Ucrânia estarem em risco.

O Museu Nacional de Arte Ucraniana abriu oficialmente portas em 1904 e conta já com uma coleção de 40 mil obras que atravessam a história da arte desde o século XII até à atualidade, renovando o seu reportório com acervos provenientes da produção artística das primeiras décadas do século XXI.

De acordo com as mais recentes declarações por parte da direção, o museu permanecerá encerrado, aguardando por uma indicação para a sua reabertura.

 

Mais Artigos
TVI
TVI aposta em ‘Roast’ a Toy para enfrentar novo programa de Bruno Nogueira