O Teatro Nacional D. Maria II inaugurou a exposição Lucien Donnat – Um Criador Rigoroso, com curadoria de Vítor Pavão dos Santos e Rui Afonso Santos, no dia 9 de janeiro, às 18h, no Museu Nacional de Teatro e vai lançar o livro sobre o artista no dia 25 de janeiro.

A exposição, de entrada livre, homenageia a vida e a obra de Lucien Donnat, “um dos mais importantes desenhadores do teatro português” e “dos colaboradores mais assíduos do TNDM II.

Cenógrafo, figurinista, decorador, músico, compositor, designer e poeta, Lucien Donnat foi convidado em 1941 por Amélia Rey Colaço para compor a música e desenhar cenário e figurinos para a peça infantil Maria Rita, da autoria de Mariana Rey Monteiro. Foi a primeira de uma longa colaboração com o TNDM II, que marcou todo o teatro do séc. XX.

Ocupando dois espaços distintos, no dia 9 de janeiro, no Museu Nacional de Teatro, apresentou-se um percurso cronológico do trabalho do criador para o teatro nacional.

No Teatro Municipal D. Maria II, dia 25 de Janeiro, vai destacar-se a peça Antigona, espetáculo de estreia da atriz Mariana Rey Monteiro, em Abril de 1946, e haverá referência ao trabalho de Donnat como decorador em espaços públicos.

Realizar-se-á também, com a presença dos autores, a apresentação e lançamento do livro Monografia Lucien Donnat – Um Criador Rigoroso, uma edição TNDM II em parceira com a Imprensa Nacional – Casa da Moeda.