Factor-X

Betão – o mestre da animação do Factor X: “Tem que estar sempre com energia”

Para chegar ao resultado final que vemos todas as noites de domingo, existe uma enorme logística a trabalhar para que tudo corra na perfeição.

Guarda-roupa, maquilhagem, realização, técnicos de luz, técnicos de som – uma infinidade de pessoas a contribuir para que os concorrentes guiados por Sónia Tavares, Paulo Ventura e Paulo Junqueiro brilhem nos estúdios de Paço de Arcos, para a antena da SIC.

Mas o formato produzido pela Freemantle vive também das claques que apoiam os concorrentes no pavilhão da Valentim de Carvalho. O programa em direto obriga a certas normas. Uma delas é a proibição de atrasos. Para que tudo esteja operacional às 21h30, os grupos de apoiantes começam a entrar cerca de meia-hora antes. Mas, até à hora de início, o público precisa de ser entretido. E essa tarefa é executada por Betão, o animador do Factor X.

“Animar este público é sempre diferente, é sempre uma surpresa”, contou ao Espalha-Factos. As claques são um vetor fundamental do programa, e é Betão que trata de começar a espevitar a animação para que, quando o programa começar, esse entusiasmo passe lá para casa.

factor x (31)

Betão canta músicas com o público, põe a tocar os grandes hits da música popular portuguesa, incita à dança, chama pessoas ao palco e faz brincadeiras. Tudo para ninguém esmorecer até ao soar do genérico de arranque. “É o tipo de trabalho que não dá para fazer se não estivermos sempre com espírito, sempre com energia“, revelou.

E qual é o fascínio de trabalhar em televisão? “É o desafio todos os dias, é sempre uma coisa diferente. É olhar para eles (público) e perceber – o que é que eles querem ouvir hoje, o que é que eu posso dizer para eles ficarem bem, para eles terem energia. É a adrenalina dos diretos”, explicou, com paixão nos olhos, no fim do programa do passado domingo.

A missão estava cumprida: as claques apoiaram todos os concorrentes, gritaram e aplaudiram. Sempre efusivas antes, durante e depois da atuação. A boa disposição parece ser mesmo contagiante – é esta a lição que se tira do trabalho que Betão faz  todos os domingos.

Mais Artigos
Twilight, Crepúsculo
Twilight. Três primeiros filmes da saga chegam à Netflix