Este ano o Espalha Factos aborda a relação entre a quadra natalícia e o cinema de uma forma diferente.  Assim, decidimos apresentar um conjunto de dez filmes que não são tão destacadas pelo seu grau de mediação mas que ainda sim são dotados de bastante qualidade.

Isto significa que são aquele tipo de filmes que muito provavelmente não têm uma transmissão frequente nos canais nacionais de televisão (Sic, TVI, RTP) e, por essa razão, têm uma menor visibilidade. Para mostrar uma nova forma de ver o Natal, eis as sugestões da equipa:

1.Uma História de Natal (1983)

christmas story

Uma História de Natal é, muito provavelmente, um dos mais conhecidos filmes sobre a época festiva nos E.U.A, mas nitidamente com menos popularidade em território luso.

O enredo centra-se em Ralphie, um rapaz que ganha uma obsessão em receber um novo modelo de uma BB Gun Red Rider para o Natal. Isto porque o seu pedido prova não ser tarefa fácil visto que o rapaz encontra oposição à ideia pelos pais, pela professora e até mesmo pelo próprio Pai Natal.

2. A vida de Brian (1979)

Life of Brian

A Vida de Brian é o segundo filme dos Monty Python e a sua presença nesta lista poderá parecer um quanto estranha. Mas a verdade é que esta paródia do mais famoso grupo de humor britânico é uma desconstrução do próprio Natal, enquanto fruto da sua verdadeira comemoração católica, isto é, o nascimento de Jesus.

O ponto de vista do filme é o de uma outra pessoa que nasce ao mesmo tempo que Jesus e devido a uma série de mal-entendidos vai ser considerado o Messias o que o vai levar a passar por um conjunto de peripécias numa Jerusalém nonsense, bem ao estilo dos Monty Python.

3. Arthur Christmas (2011)

arthur christmas

Arthur Christmas é um daqueles filmes de animação que possivelmente vamos ver num ou mais anos nos canais nacionais de televisão. Ainda assim integra a lista por não ser o típico filme da Disney, a que já estamos mais que acostumados a ouvir falar.

É uma película que coloca a questão interessante de “Como é que o Pai Natal entrega todos os presentes numa só noite?”. A resposta recai no seu filho Arthur que vai enfrentar o desafio singular de salvar o Natal para uma menina, de nome Gwen, que espera ansiosamente por uma bicicleta cor-de-rosa para o Natal.

 

 4. O Estranho Mundo de Jack (1993)

nightmare before christmas

Este filme de Tim Burton é, à primeira vista, um filme maioritariamente centrado no tema do Halloween. Mas a verdade é que a moral da história reflete os valores essenciais das narrativas natalícias, apesar da estética visual mais sombria e distorcida do realizador norte-americano.

O que mais se destaca neste musical de animação é a forma como combina habilmente estes dois mundos do Natal e do Halloween ao permitir a Jack Swellington, o suposto rei da HalloweenTown, descobrir, através de um portal, o mundo do Natal. A ideia do Natal parece muito interessante para Jack, mas os grandes problemas sucedem-se por os habitantes da dimensão do Halloween, incluindo o próprio protagonista, não perceberem bem o seu conceito.

5. Batman Regressa (1992)

batman regressa

Batman Regressa é outro filme de Tim Burton que não fala tão especificamente do Natal como o referido anteriormente, mas que tem como pano de fundo esta época festiva. É desta forma que o filme se assume como uma espécie de paródia em relação às convenções próprias do cinema de Natal.  O Natal aqui retratado é nitidamente mais sombrio, manifestando algumas características que o fazem assemelhar-se a uma história contada pelos cineastas do Expressionismo Alemão nos anos 30. Neste sentido, o último Batman de Burton é definitivamente um filme alternativo de Natal, que vale a pena ver ou rever, especialmente nesta altura do ano.

 6.  Em Bruges (2008)

In Bruges

Em Bruges é um filme interessante na medida em que encena uma comunidade pitoresca, onde o Natal parece ser celebrado de forma bastante efusiva. Mas esta realidade torna-se secundária e ao mesmo tempo essencial para contar uma história de violência. O enredo centra-se então em dois mercenários (Colin Farrel e Brendan Gleeson), que depois de um trabalho que correu mal, devem manter a discrição e um perfil baixo na tranquila cidade belga de Bruges, enquanto esperam por novas ordens do seu superior.

 7.  De Ilusão Também se Vive (1947)

miracle on 34th street

Conhecido também como Miracle on 34th Street, este é um filme que conta a história de Kris Kringle (interpretado por Edmund Gwen, vencedor de um Óscar por este papel), um homem contratado para trabalhar como Pai Natal, que acredita ser o verdadeiro Pai Natal. Acusando-o de louco, Doris Walker, a pessoa que o contratou, submete Kris a testes que comprovam as suas suas suspeitas. O problema é que a filha de Doris, Susan, acredita em Kris e no verdadeiro significado do Natal, da crença, da magia e da fantasia que o envolvem.

Este é uma história que possibilitou um remake com o mesmo título 1994, mas que, ainda assim, deve ser primeiramente visto sob a forma do filme original que permitiu a adaptação dos anos 90.

8. Do Céu Caiu uma Estrela (1946)

It´s a wonderful life

Considerado um dos grandes clássicos americanos e realizador por um dos grandes cineastas deste tipo de cinema (Frank Capra), Do Céu Caiu uma Estrela é o filme que tem todos os ingredientes para um sucesso intemporal, mas que em território luso caiu um pouco no esquecimento. Ainda assim, é o filme-culto que não deve deixar de passar em qualquer lista natalícia.

A acção decorre numa pequena cidade dos Estados Unidos da América e centra-se na vida de George Bailey (James Stewart), um homem que sempre se preocupou em ser justo e solidário, e que se encontra agora no limite das suas forças, à beira do suicídio. No entanto, George é salvo por um anjo que, à medida que vai tentando ganhar novamente as suas asas, ensina ao protagonista o significado da sua existência para a pequena comunidade e, mais concretamente, para a sua família. Uma história marcante de amor e generosidade, os grandes valores da quadra natalícia.

 9. Gremlins (1984)

gremlins_christmas_gizmo

Realizado por Joe Dante e produzido por Steven Spielberg, este é possivelmente o filme menos alternativo desta lista. Ainda assim, destaca-se por uma forma menos convencional de ver o Natal, numa abordagem mais sombria aos filmes de acção e aventura.

Gremlins deu a conhecer pequenas criaturas com o mesmo nome, através de uma outra de nome Gizmo. Quando o pai de Billy Peltzer oferece um presente invulgar ao seu filho, o pequeno Gizmo, a oferta é acompanhada por três regras cruciais: o animal não deve ser exposto à luz solar, não pode ter qualquer contacto com a água e nunca pode ser alimentado depois da meia-noite. Os problemas começam quando o pequeno animal se molha acidentalmente, dando vida a cinco criaturas diabólicas que pretendem destruir a cidade de Kingston Falls em plena época de Natal…

10.   Kiss Kiss Bang Bang (2005)

kiss kiss bang

Kiss Kiss Bang Bang é o filme mais improvável desta lista, não tendo uma relação muito directa com o Natal. Ainda assim, é um filme que teríamos de recomendar por corresponder a um bom momento de entretenimento e porque, afinal de contas, decorre no período natalício.

Neste filme, Harry Lockhart (Robert Downey Jr.), um vigarista tomado por engano como um ator fantástico junta-se a Gay Perry (Val Kilmer) para resolver um caso de assassínio intrincado que envolve a rapariga pela qual Harry tem uma paixoneta desde o secundário. Apesar desta premissa simples, Kiss Kiss Bang Bang é dotado de um argumento inteligentemente trabalhado que rompe com alguns clichés do cinema noir, aproveitando-os para criar uma comédia negra bastante original.