Nos últimos 12 dias  o Museu Nacional de Arte Antiga, em Lisboa, recebeu 5728 visitantes graças à  exposição das 57 pinturas da colecção do Museu do Prado, em Madrid.

A exposição Rubens, Brueghel, Lorrain: A Paisagem Nórdica do Museu do Prado dá uma média de 660 visitantes por dia, uma vez que o museu encerra portas à segunda-feira e à terça de manhã. Já prometia ser um grande sucesso ainda antes de pisar solo luso porém, e apesar de não haver um feedback por parte da produção (Everything is New) e da própria direção do museu, o evento revelou ser um sucesso entre o público geral. Também é impossível haver uma comparação entre as outras exposições porque os dados facultados são apenas semanais.

A exposição, que termina a 30 de Março resulta de um protocolo celebrado em Setembro entre a pinacoteca espanhola, uma das melhores do mundo, e o Museu Nacional de Arte Antiga. É também a primeira associação de uma produtora externa e museu para a apresentação de uma exposição, à semelhança do que já tinha acontecido com a exposição da artista contemporânea Joana Vasconcelos no Palácio da Ajuda.

Já percorreu Saragoça, Sevilha e Palma de Maiorca e contém 60 pinturas do museu madrileno, quase todas saídas do seu percurso permanente, o que só se tornou possível devido a este ter as galerias de pintura flamenga em obras.

816692