url

Portugal premiado com cinco ‘Óscares’ do turismo mundial

Na cerimónia dos prémios World Travel Awards 2013, Portugal venceu cinco das categorias, conquistando o estatuto de melhor destino mundial de golfe e arrecadando mais quatro troféus graças a Sintra e aos hotéis The Vine, Vila Joya e Conrad.

Foi na cerimónia dos prémios do turismo mundial, decorrida no Qatar, que o turismo luso foi de novo distinguido. Desta vez, Portugal foi considerado o melhor destino mundial de golfe e foi ainda dado destaque à empresa que gere o património do concelho de Sintra, a Parques de Sintra – Monte da Lua, considerada a melhor empresa de conservação do mundo.

Na hotelaria, foram distinguidos o Vila Joya na categoria de melhor boutique resort do mundo, distinção que alcança pela oitava vez consecutiva, o Conrad Algarve, considerado o melhor resort de lazer e spa e o madeirense The Vine, melhor hotel design.

Portugal conquistou, no total, cinco distinções, mais três que no ano passado, tendo concorrido em 15 diferentes categorias. Entre elas, o Algarve, a Madeira e a cidade de Lisboa tiveram a honra de estar nomeadas mundialmente para melhor destino de praia, melhor destino insular e melhor destino de escapadelas urbanas, respetivamente. Contudo, na mesma ordem, foram derrotados pela Grace Bay Beach em Turcos, pelas praias das Maldivas e por Paris.

Grandes vencedores da noite foram também o Dubai, considerado destino líder mundial e o Burj el Arab, melhor hotel do mundo, também no Dubai. A Etihad, companhia nacional dos Emirados Árabes Unidos, foi declarada a melhor do mundo e aquela que tem melhor primeira classe e equipa de bordo. A Air Asia foi reconhecida pelo melhor serviço low cost e o aeroporto de Singapura como o melhor do mundo. A Índia tem o melhor hotel de luxo, o The Oberoi Gurgaon e a Itália o melhor resort, Forte Village Resort, na Sardenha. No melhor destino gastronómico, a sorte sorriu ao Peru.

Votados por profissionais do turismo e pelo público em geral, os World Travel Awards têm distribuído prémios por vários destinos mundiais há já 20 anos e chegam agora ao fim depois de um ano de competições regionais.