logo_premios_sapo_13

Prémios Sapo: Os prémios das “melhores máquinas do digital”

Os Prémios Sapo voltaram em força na sua 13ª edição para distinguir “as melhores máquinas do digital”. O Meo Arena encheu-se de criativos e convidados, na sexta-feira, para celebrar e premiar as melhores agências de meios e de criatividade e os melhores clientes em Portugal, Angola, Moçambique, Cabo Verde e Timor Leste.

Para além de se celebrar a criatividade no digital, celebrou-se também os 18 anos do Sapo, a entrada na vida adulta deste verdinho que já faz parte da vida dos portugueses. A festa foi em grande, começando com uma dança electrizante do que pareciam ser robots luminosos, bar aberto, oferta de castanhas e especialidades gastronómicas de Cabo Verde e Moçambique e ainda a possibilidade dos presentes ganharem uma viagem aos Açores ou uma noite no Tróia Design Hotel. A apresentação da gala esteve a cargo de Luís Filipe Borges e Pedro Fernandes que, como era de esperar, garantiram a boa disposição e diversão a que já nos habituaram.

O júri deste ano contava com nomes pesados do meio – António Casanova, CEO da Unilever e novo presidente da CAEM; Fernanda Marantes, diretora-geral da Havas Media; João Bordalo, da ExcentricGrey; Lourenço Thomaz, da Partners; Mário Tavares da Silva, diretor de marketing da Renault; Ricardo Clemente, CEO da Mediacom, e Rodrigo Pizarro, CEO da L’Oréal.

Os vencedores foram distinguidos por categorias – Prémios Sectoriais, Prémios por Formato, Prémios Especiais, Prémios Agência de Meios, Prémios de Reconhecimento, Grande Prémio do Júri e Grande Prémio do Público – onde foram premiados os trabalhos na criatividade da comunicação empresarial online e as campanhas publicitárias adaptadas aos panoramas actuais tecnológicos.

O Grupo Ogilvy foi o grande vencedor da noite. Entre as várias agências que detém, levou ouro, prata e bronze para casa. Arrecadou o ouro com a Ogilvy Design para a RFM e “O Subsídio” e os prémios por Melhor Rich Media e Melhor Vídeo-Ad com a campanha “Dia do Pai” para a TMN. Mas não só, o grande prémio do júri foi também para a OgilvyOne com a campanha “Nescafé Galão Original” e a Agência Criativa do Ano foi a Ogilvy & Mather Advertising Portugal.

Contudo, foram várias as agências premiadas este ano – MSTF Partners, Fullsix Portugal, O Escritório, VIEW Isobar, Grand Union, Excentric Grey, Bar SA, Monday Interactive Marketing, OMD Digital, Havas, Normajean e ComOn Group. E, não esquecendo os clientes, a Nestlé foi considerada o melhor anunciante do ano.

Nos mercados internacionais do Sapo foram atribuídos os grandes prémios do público. Em Angola, foi distinguida a Criaton, para a NetOne com a campanha “Regresso Às Aulas”. Em Cabo Verde, foi a Sumo a agência premiada para a CV Móvel com a campanha “PowaSwag”. Já em Moçambique distingiu-se a BBranda com a campanha “Nissan Navarra” para a MotorCare enquanto Timor Leste destacou a MSTF Partners com a campanha “Chamadas Low Cost” para a Timor Telecom.

E como o Sapo também ajuda causas sociais, 9.000 € foi o valor resultante das inscrições para os Prémios Sapo que foram entregues a três instituições de Solidariedade – Associação Futuro Autónomo, Espaço T (Associação Apoio à Integração Social) e Pais em Rede.

A homenagem ao Sapo e ao trabalho desenvolvido ao longo destes 18 anos era inevitável e assim, com uma retrospectiva em vídeo e ainda o apagar de velas de um bolo gigante de brigadeiros por Zeinal Bava, presidente da PT, e Abílio Martins, presidente do Sapo, deu-se os parabéns ao boneco verde.

A noite fechou em grande, com a presença da dupla Lovely Bastards, Nuno Lopes e Mad.Mac, que aqueceram o resto da noite com os ritmos quentes dos baixos a que já habituaram o público.

Zeen is a next generation WordPress theme. It’s powerful, beautifully designed and comes with everything you need to engage your visitors and increase conversions.

Mais Artigos
Personagem negra de ‘Os Simpsons’ já não terá a voz de ator branco