Se é uma foto icónica, muito provavelmente passou pelas páginas da National Geographic. O Espalha Factos olha em retrospetiva para os trabalhos mais marcantes desta publicação de renome em todo o mundo.

Hoje em dia, é estranho pensarmos na revista National Geographic sem pensarmos automaticamente em fotografia. No entanto, o primeiro número da publicação, lançado em outubro de 1888 pela National Geographic Society (fundada em Janeiro desse mesmo ano) era constituído sobretudo por textos de cariz científico.

E assim foi até 1905, altura em que a revista publica o primeiro artigo fotográfico, sobre o Tibete: um conjunto de imagens colocadas naquelas páginas sem qualquer planeamento, que se destinavam puramente a ocupar o espaço deixado por um artigo de texto que não tinha chegado a tempo do fecho da edição. Mal sabia Gilbert Grosvenor, então editor, que tal opção fortuita desencadearia uma mudança tão drástica e decisiva no rumo editorial da revista.

Muitos membros da fundação da National Geographic olharam com bastante apreensão para a transformação da publicação, que acusaram de se ter tornado num mero “livro de imagens”.

No entanto, a singularidade das fotografias então publicadas em vários números obteve sucesso e fez disparar o número de vendas nos Estados Unidos. Quatro anos depois, mais de metade da revista era já constituída por portfólios fotográficos que ocupavam páginas inteiras.

A National Geographic acompanhou desde então os grandes acontecimentos do século XX com trabalhos fotográficos de profundidade e qualidade únicas e ganhou grande notoriedade na fotografia e exploração da natureza nos quatro cantos do planeta que se dedicou a ilustrar.

Atualmente, a revista é publicada em mais de 36 línguas diferentes, com uma circulação global que rondava os oito milhões de números em 2011. A publicação tenta, também, adaptar-se ao digital desde a viragem do século, com uma presença bastante significativa em redes sociais que privilegiam a fotografia, caso do Facebook ou do Instagram.

Afinal, e como admite o atual editor, Chris Johns, “partilhar o que vemos e experienciamos através da fotografia  permite-nos  contactar, mover e inspirar pessoas em todo o mundo”.

Juntámos algumas das fotografias mais marcantes do vasto portfólio da National Geographic, que olham desde a vida selvagem até momentos comuns do quotidiano, reunidas na edição especial que celebra o aniversário da revista.