A película de Vicente Alves do Ó foi a escolhida para representar Portugal na sexta edição deste festival que irá abrir no dia 1 de novembro e terá lugar em três cidades na China (Pequim, Chengdu e Shenzhen).

De acordo com o anúncio da Delegação da União Europeia na China, serão exibidas vinte e duas produções recentes de outros países europeus, por forma a mostrar “a grande diversidade cultural da União Europeia”. Uma das películas que será exibida no dia de abertura em Pequim será Pilgrim Hill de Gerard Barrett. Além da capital, o filme será apresentado em Chengdu (capital da província de Sichuan) e em Shenzhen (a mais próspera Zona Económica Especial de toda a China).

florbela_ver1

Florbela, filme de 2012 realizado por Vicente Alves do Ó, trata-se de um retrato da poeta portuguesa Florbela Espanca (interpretada por Dalila Carmo) que viveu uma vida conturbada, mas dedicada à sua paixão pela escrita. Este filme também conta com a presença de Ivo Canelas e Albano Jerónimo. Após duas semanas de exibição o filme tinha já acumulado cerca de 17.756 espectadores, de acordo com a Ukbarfilmes e foi exibido em 54 cidades do país, tornando-se portanto num sucesso de bilheteiras.

Nascido em Setúbal a 22 de janeiro de 1972, o cineasta Vicente Alves do Ó começou a sua carreira no mundo da sétima arte como argumentista: Os Imortais (2003) foi um dos filmes para o qual elaborou o argumento.

realizador

Após as curtas Entre o Desejo e o Destino (2005), Castelos no Ar (2008) e A Assassina Passional Está Louca! (2010), em 2011 viria a sua primeira longa-metragem Quinze Pontos na Alma. Após ter realizado Florbela em 2012, nesse mesmo ano realizou uma mini-série de três episódios para a RTP intitulada Perdidamente Florbela.