Bem-vindo à décima-quarta edição da Life-Tech, a rubrica que te coloca a par das mais recentes inovações tecnológicas. Nesta edição pretendo mostrar-te, uma vez mais, que a tecnologia não está associada apenas ao divertimento. Vivemos, cada vez mais, numa sociedade multifacetada, mas sempre atenta às questões de ordem social. Hoje coloco-te a par do dispositivo que deteta onde estão os objetos perdidos, o calendário que te ajuda a planear o teu dia-a-dia de uma forma muito mais prática e digital e o aparecimento das impressões em 4D que se adaptam às necessidades das pessoas.

Tech-Long

“És aquele género de pessoa que só não perde a cabeça porque está  agarrada ao corpo?” Ou és mais aquele género de pessoa que não «descola» e adora irritar os amigos?  Se és, então de certeza que te identificas com esta nova tecnologia, criada por quatro jovens portugueses.                                                                                                                                            Lapa 2

Inspirado nas pequenas lapas, que se agarram “com unhas e dentes às rochas da praia”, este pequeno dispositivo pode colar-se a praticamente qualquer coisa: roupas, malas, chaves e até em pessoas (muito útil no caso das crianças, por exemplo) e animais. A Lapa, como é denominada, pode colar-se às chaves do carro, ao telemóvel ou a qualquer outro objeto, localizando depois o objeto perdido, através de uma aplicação para smartphones.

O projeto foi desenvolvido por quatro jovens portugueses com formação superior em programação informática e arquitetura. João Lobato Oliveira, Luís Certo, Cassandra Carvas e Miguel Gomes, os mentores deste projeto, recorreram ao software Bluetooth para interligarem a «lapa» ao smartphone (Android ou iOS) alertando, desta forma, o utilizador cada vez que este se afasta de um determinado objeto.

Por outro lado, recorrendo ao telemóvel, é possível detetar o objeto (que não pretendes perder) dentro de um determinado perímetro, uma vez que este equipamento está constantemente a atualizar a localização dos objetos «lapados». Caso a «lapa» ficar mesmo perdida e fora do alcance, a sua última localização fica assinalada.

Lapa 3Apostando na colaboração entre os utilizadores, os criadores da «lapa» afirmam no site oficial do projeto que acreditam “numa sociedade com um futuro mais colaborativo, onde as pessoas apostam na entreajuda. A lapa dá um passo nesse sentido permitindo que os seus utilizadores ajudem e sejam ajudados sempre que um objeto se perde”.

No entanto, para além da ajuda do teu smartphone/telemóvel é possível, também, recorrer à rede social da «lapa» para que com ajuda de outros utilizadores, consigas localizar o item perdido que está fora de alcance, sendo ainda possível emitir um alerta na rede «lapa» para que outros utilizadores o encontrem e devolvam.

Lapa 4Apesar dos criadores necessitarem de um financiamento para iniciar a comercialização deste dispositivo, no site da «lapa» já é possível fazer pré encomendas.

A campanha de cowdfunding na plataforma Indiegogo para reunir o valor necessário para comercializar o dispositivo já foi lançada e o grupo de amigos tem apenas 45 dias para juntar os cerca de 55 mil euros de que necessita. Contudo, segundo avançam na página, os criadores da «lapa»  já conseguiram uma parceria com uma multinacional de renome para desenvolver, produzir e certificar o dispositivo, que custará cerca de 16 euros.

Ora aqui está uma inovadora criação ligada às preocupações sociais. Podes aceder ao site oficial da «lapa» aqui: Lapa ou visualizares ao vídeo explicativo aqui:


T
ech-Short

Calendário para «amantes» da LEGO 

Calendário LEGO

Já na edição anterior da Life-Tech evidenciei uma das iniciativas da LEGO para reforçar a sua imagem de marca (os brinquedos) aliando-a às novas tecnologias. Hoje, para os fãs da LEGO ou para aqueles que queiram gerir de uma melhor forma o tempo despendido nas tarefas, a empresa criou um calendário que permite facilmente manipular informação de forma física e sincronizá-la através de calendários digitais.

Usando os pequenos blocos LEGO como marcadores para as atividades e projetos a realizar, este calendário permite ter uma visão global sobre as tarefas, ao mesmo tempo que pode ser mantido em público sem revelar demasiados pormenores sobre o que se trata. Quando há necessidade de fazer uma alteração, basta reposicionar, acrescentar ou remover os blocos e, de seguida, tirar uma foto com um smartphone, que depois é processada por um serviço que se encarrega de transformar a informação para o Google Calendar.

Uma forma proativa e original de gerir o tempo, utilizando sempre as tecnologias de informação e comunicação (TIC). Podes aceder ao vídeo explicativo aqui:

Aproximam-se impressões em…4D

Os investigadores do Instituto Tecnológico de Massachusetts (MIT) preparam impressões em 4D, com o intuito dos objetos impressos terem a capacidade de se moldar às circunstâncias e de se adaptar às necessidades das pessoas.

Segundo o site Exame Informática, uma das primeiras aplicações deste tipo de tecnologia passará pelos reservatórios de água ou explorações petrolíferas, uma vez que os investigadores pretendem evitar catástrofes naturais, com um método mais inteligente do que o uso de tubagens complexas e válvulas. “Se o fluxo de água fosse curto, os tubos impressos estariam mais fechados. Se houvesse uma inundação, os tubos aumentariam o seu diâmetro para deixar passar mais água. Finalmente, em caso de terramoto, as tubagens podiam dobrar-se para não se partirem”, explicam os mentores desta ideia.

Até à data não há mais informações sobre este projeto, mas por agora promete dar que falar.