piaf

Edith Piaf desmistificada no cinquentenário da sua morte

Dia 10 de outubro celebram-se os 50 anos da morte da cantora francesa Edith Piaf, uma oportunidade para ler a mais recente biografia de Robert Belleret, Édith Piaf – Un Mythe Français, que desmistifica a vida da lenda francesa, num mês que conta com vários eventos de celebração.

A França irá homenagear a mítica voz francesa, que desde cedo construiu uma lenda em torno de si. Recomendado pelo jornal francês Le Figaro, Robert Belleret lança este ano a biografia Édith Piaf – Un Mythe Français, que mostra como o país via a cantora.

O antigo jornalista do Le Monde defende que os mitos não sobrevivem à verdade dos factos, segundo o Público. A obra desmistifica o nascimento da cantora, a cegueira na infância, curada por intervenção de Santa Teresa de Lisieux, a paixão pelo pugilista Marcel Cerdan, para quem terá escrito L’hymne de l’amour, ou a sua atuação heróica durante a ocupação nazi.

A lenda em torno da cantora de La vie en rose cresceu porque a própria não desmentia as histórias que se diziam sobre ela, deixando que o mistério crescesse, tal como a cegueira que não terá passado de uma infeção de semanas ou o facto de não ter nascido nas ruas de Bellevile mas sim no Hospital de Tenon. A obra de Belleret pretende demonstrar isto mesmo, sendo já uma referência para especialistas.

No aniversário do ícone francês o EF recomenda o filme La Vie en Rose (2007), com Marion Cotillard.

Zeen is a next generation WordPress theme. It’s powerful, beautifully designed and comes with everything you need to engage your visitors and increase conversions.

Mais Artigos
festa é festa
‘Festa é Festa’ continua a subir e ‘Casa Feliz’ com novo máximo de share