daniel oliveira

‘Alta Definição’ comemora 4 anos com emissão especial

A SIC emite este sábado, dia 28 de setembro, a partir das 14h05, uma emissão especial do Alta Definição que assinala o 4º aniversário do programa apresentado por Daniel Oliveira.

Depois de uma série de entrevistas que assinalaram ainda os 200 programas, nas quais César Mourão, Daniela Ruah e Ricardo Pereira voltaram a ser entrevistados, a SIC encerra as celebrações com um programa ainda mais especial.

Na próxima emissão, estarão presentes nomes como Santana Lopes, José Gomes Ferreira, Assunção Cristas, Luísa Castel Branco, Tony Carreira, Miguel Sousa Tavares, entre outros grandes nomes que já passaram pelo programa. O Alta Definição tem feito sucesso nos inícios das tarde de sábado, sendo responsável pelas mais inesperadas confissões dos seus convidados.

Vítor de Sousa, Ricardo Carriço e João Ricardo escolheram o programa para fazer revelações inéditas. O primeiro assumiu a sua homossexualidade no programa e chegou mesmo a dizer que foi alvo de assédio na sua juventude. “Se disse o que disse foi graças a ele e porque achei que a conversa foi muito bem encaminhada. Vi-me subitamente no meio de um diálogo empolgante, com perguntas tão bem preparadas que era impossível arranjar desculpas ou rodeios“, sublinha Vítor de Sousa.

Um dos exemplos mais recentes aconteceu a 14 de setembro deste ano, quando Daniela Ruah revelou em primeira mão que estava grávida.

Conjugaram-se a nossa intenção de voltar a gravar com a Daniela passados quase quatro anos desde a primeira vez e desta feita em Los Angeles e o momento em que ela está prestes a fazer 30 anos. Para nós era importante que o programa fosse especial em todos os sentidos do termo“, explicou Daniel Oliveira à Notícias TV, referindo-se à entrevista dada pela atriz portuguesa.

Sobre os quatro anos de existência do formato, o apresentador acredita que o programa pode ter ainda muitas emissões pela frente. Para isso, será necessário “ manter a frescura, o entusiasmo, a coerência e o sentido crítico na produção e execução das entrevistas“, acredita Daniel Oliveira. “Aconteça o que acontecer, o Alta Definição já é uma marca da história moderna da televisão portuguesa“, diz, em jeito de conclusão.