O poeta português António Ramos Rosa faleceu no início desta tarde, aos 88 anos.

António Ramos Rosa foi pela primeira vez publicado em 1958, com o livro “O Grito Claro”. O poeta de Faro encontrava-se internado no Hospital Egas Moniz, em Lisboa, desde a passada quinta-feira, tendo-lhe sido diagnosticada uma pneumonia. Acabou por falecer no início de tarde desta segunda-feira.

(em atualização)