O Nobel português vai ser homenageado pelo Instituto Cultural Romeno (ICR), em Lisboa, a partir do dia 6 deste mês.

Duas exposições e uma conferência vão ser as atividades desenvolvidas ICR para homenagear José Saramago. O início do certame tem data marcada para dia 6 de setembro por volta das 19h00 com a inauguração da exposição Estudos sobre a cegueira de Laurentiu Midvichi. Esta exposição vai estar patente na Galeria Millennium, em Lisboa, até ao dia 27.

Segundo comunicado da Embaixada da Roménia em Lisboa citado agência Lusa, o trabalho deste artista tem-se focado nas “representações figurativas e por um classicismo formal”, para além de representar “um diálogo com o famoso texto de José Saramago“, texto esse que salienta as reflexões “sobre a condição do homem contemporâneo, sobre a recusa de compreender o outro, sobre todas as formas possíveis de cegueira, da física à moral”, pode ler-se no mesmo comunicado.

No dia 18 a Fundação José Saramago vai acolher a conferência de Mioara Caragea intitulada Memória de Saramago. Doutorada em Filologia, para além deste autor já traduziu Eça de Queiroz e Agustina Bessa-Luís. Dos livros do Nobel o seu trabalho já incidiu em A Viagem do Elefante, A Caverna, Memorial do Convento, História do Cerco de Lisboa, O Evangelho Segundo Jesus Cristo, Ensaio Sobre a Cegueira, O Ano da Morte de Ricardo Reis e ainda Todos os Nomes.

Na mesma sequência vai ser inaugurada uma exposição das capas dos livros do autor que foram editados na Roménia. O curador da mostra das capas é Bogdan-Alexandru Stanescu.

Esta iniciativa conta com o apoio da Galeria Millennium e com o da Fundação José Saramago.