JD_Salinger

J. D. Salinger terá deixado obra inéditas para serem editadas

Antes de morrer, em 2010, o escritor norte-americano de À Espera no Centeio terá deixado obras para serem publicadas entre 2015 e 2020, afirma a sua biografia, lançada em setembro.

Segundo David Shields e Shane Salerno, autores da biografia sobre o escritor, J. D. Salinger terá deixado obras inéditas para publicação entre 2015 e 2020, de acordo com a RTP. Salinger, apesar de ter vivido quase meio século em “exílio literário”, escreveu diversas obras para si mesmo, como admitiu em 1974 ao The New York Times.

O autor do best seller À Espera no Centeio, romance sobre a angústia adolescente nos EUA da década de 1950, escolheu uma vida solitária e viveu longe das confusões, tendo publicado pouco. Os biógrafos afirmam que aquando da sua morte em 2010, Salinger deu ordens ao seu filho Matthew e à sua esposa, Colleen O’Neil (gestores do seu património), para que estes publicassem as suas obras em 2015, segundo o Público.

Uma das obras será um livro que fala da relação do escritor com a alemã Sylvia Welter, sua primeira mulher, com quem casou logo após a II Guerra Mundial, evento que o deixou profundamente traumatizado.

Em setembro sairá a público um documentário e uma biografia do escritor que promete olhar a vida e obra de um dos mais misteriosos escritores de forma diferente, resultado de nove anos de pesquisa. Salinger morreu aos 91 anos e sempre viveu em privacidade absoluta, rodeado de traumas da II Guerra Mundial, onde terá feito parte dos soldados.

Mais Artigos
A Espia
‘A Espia’ tem uma segunda temporada já em desenvolvimento