O último álbum de estúdio dos Nirvana tem reedição prevista para o próximo mês de setembro.

Dois anos depois de Nevermind ser reeditado com pompa e circunstância, eis que chega a vez de In Utero, último registo discográfico dos Nirvana. No ano em que se comemora o 20º aniversário do lançamento do álbum, a editora Universal anunciou que a nova edição verá a luz do dia já a 24 de setembro.

O registo comemorativo contará com um conjunto de 70 faixas nas quais se integram remasterizações, raridades e músicas inéditas. A editora assegura também a inclusão de lados B e de material gravado ao vivo pelos Nirvana na companhia de Pat Smear, guitarrista que se juntava ocasionalmente ao trio, em concerto. Os formatos do “novo” In Utero serão diversificados, incluindo um CD duplo, um vinil triplo e uma versão Super Deluxe  (caixa com três CDs e um DVD).

O concerto dado em Seattle em dezembro de 1993 no âmbito da Live and Loud Tour – onde apresentaram In Utero –  é o mote  para um DVD que sairá a 23 de setembro, e que fará parte do formato Super Deluxe.

Produzido por Steve Albini e gravado em duas semanas no Pachyderm Studio, Minnesota, In Utero seria lançado meio ano antes da trágica morte de Kurt Cobain, definindo uma visível ruptura com a sonoridade de Nevermind, álbum antecessor. Marcado por um tom mais agressivo, pela distorção das guitarras e pela intensidade das asfixiantes vozes, o último trabalho de estúdio da banda de Seattle destacar-se-ia ainda pela dureza e irreverência das letras. Rape Me, All Apollogies ou Pennyroyal Tea são claros exemplos dessa rebeldia lírica, que marcaria eternamente o “imaginário Nirvana“.

Depois da edição de In Utero, Kurt Cobain, Dave Grohl e Krist Novoselic passariam ainda por Lisboa a 6 de fevereiro de 1994, iniciando a última tour europeia da banda, no Pavilhão Dramático de Cascais.

 

httpv://www.youtube.com/watch?v=g7Vq9lh-YpE