No dia 5 deste mês, no Convento das Mónicas (Graça, Lisboa), deu-se a apresentação da coleção outono-inverno 2013/2014 do designer João David. O Espalha-Factos marcou presença, juntamente com o apoio da fotógrafa Catarina Fernandes.

“Stories from the Woods and Tales of the Grimm” foi o nome escolhido para baptizar a mostra. As “Histórias dos Bosques e Contos de Grimm”, numa tradução livre, expôs exactamente aquilo que lhe dá nome: fantasia, encantamento, magia, sobrenatural, lendas, mistério, imaginário, utópico, sonhos… Tudo factores presentes nas fábulas dos irmãos Grimm.

O Convento das Mónicas revelou ser o local apropriado para a realização do desfile, não só devido à sua carga histórica, mas também devido ao seu carisma cultural. O facto de ser possível fazer um paralelismo entre a arquitectura do espaço e o tema do imaginário presente na colecção de João David, ajudou-nos a entrar no estado de espírito da colecção.

O objectivo era o de despertar emoções relativas à depressão e ao esquecimento dos sonhos, fazendo uma reflexão ao nível do que se passa com a nossa sociedade, nomeadamente no que diz respeito à condição de crise em que vivemos, crise essa não só económica, mas também de valores. Isto pôde ser visto nas cores usadas: preto, roxo profundo, verde floresta, neutros e branco. Pela primeira vez, vimos trabalhos de João David onde a paleta é predominantemente formada por cores escuras, sendo habitual que o designer opte por cores mais alegres.

Por um lado, o preto, o verde floresta e o roxo deram a alusão à emoção e ao estado de espírito que o designer pretendia transmitir, assim como fizeram ponte com a floresta e o conceito de fantasia. Por outro lado, a escolha do branco puro para os coordenados finais da colecção, remeteram-nos para a ideia de um final feliz com carácter futurista e esperançoso, onde é possível acreditar de novo e construir um mundo livre de maldade.

Os destaques da noite foram para a aplicação de pedrarias, transparências, geometrias e assimetrias subtis, decotes nas costas, mistura de cores e diversidade de padrões. A utilização de peças de colecções anteriores misturadas com peças desta nova colecção foi um aspecto positivo, pois pudemos ver mais trabalhos do designer e perceber que algumas peças desenhadas para Primavera funcionam igualmente numa colecção de Inverno.

As manequins desfilaram coordenados com uma execução e corte impecáveis, mostrando uma grande diversidade de tecidos e de materiais utilizados nos quais se incluíram desde o pêlo e veludo até à organza e camurça.

João David mostrou o amor à sua arte em pormenores de confecção amorosos, como pequenas dobras e pregas em sítios imprevisíveis.

Em nome da equipa do Espalha-Factos, os nossos parabéns!