Desde 24 de março, e em cada domingo, o Espalha-Factos tem uma nova iniciativa. Depois de, com o A Recordar, termos relembrado grandes atores e atrizes que não viram o seu talento reconhecido (ou apenas tardiamente tal aconteceu) ou caíram no esquecimento, desta vez iremos destacar algumas dos nomes mais Queridos de Hollywood, numa rubrica com o mesmo título.

Hoje vamos referir uma das figuras mais conhecidas e controversas que passou pelas grandes telas. Reconhecido pela sua presença, particularmente em filmes de ação, e referido como uma das pessoas mais populares do mundo pela revista Forbes em 2006, Tom Cruise é o Querido de Hollywood de que falaremos hoje.

Biografia e Percurso de Carreira:

tomcruise1

Tom Cruise em criança

Thomas Cruise Mapother IV nasceu em Siracusa, E.U.A., a 3 de julho de 1962. Foi o único menino numa família com quatro filhos. A sua mãe era atriz amadora e o seu pai engenheiro eletrotécnico. A infância de Tom foi marcada pela violência com que o seu pai tratava a família. O ator chegou mesmo a descrevê-lo como sendo “um mercenário do caos”.

Após a separação dos pais e várias mudanças de cidade em cidade, assentou com 14 anos em Glen Ridge, Nova Jérsia com a sua mãe e o seu novo marido. Devido aos maus resultados na escola durante a adolescência, ao início, Tom planeava ser padre e chegou mesmo a frequentar um Seminário Franciscano para seguir essa ambição. Jogou inclusive na equipa de futebol americano da sua escola, mas foi expulso após ter sido apanhado a beber cerveja antes de um jogo.

tom-cruise-high-school

Tom Cruise nos seus tempos de secundário

No secundário foi ganhando um interesse crescente pela representação e o sonho de ser padre foi sendo colocado de parte. Foi com 18 anos que Tom se mudou para Nova Iorque e se começou a lançar no mundo do espetáculo, partindo para Nova Jérsia para arriscar. Para além de ir a diversos castings, chegou a ter vários empregos, entre os quais camareiro e vendedor de gelados. Durante uns tempos a sorte não esteve do seu lado.

5228636-filmove-zacatky-slavnych-tom-cruise-ve-filmu-endless-love

Tom em Endless Love: o seu primeiro papel no grande ecrã

Após ter-se mudado para a Califórnia, a sua estreia no grande ecrã deu-se com Endless Love, de Franco Zeffirelli, em 1981. Dois anos depois, participou em The Outsidersde Francis Ford Coppola. Em ambos os filmes interpretou personagens secundárias.

Regressou a Nova Jérsia após ter terminado o seu segundo filme – Taps – onde voltaria a interpretar uma personagem secundária. O seu primeiro papel como protagonista surgiu em 1983 com Risky Buisness, onde interpretou o adolescente Joel Goodson que, após os pais terem ido numa viagem, começa a aproveitar-se dessa nova forma de liberdade. Nesse filme também participaram Paul Brickman e Rebecca de Mornay.

Se com Risky Buisness Tom já começava a ganhar uma fama notável como galã de filmes para adolescentes, com Top Gun, em 1985, a sua carreira literalmente explodiu, ascendendo rapidamente a astro cinematográfico. Depois de Top Gun seguiram-se The Color of Money (1986), com Paul Newman, e Rain Main (1988), com Dustin Hoffman.

Nascido em 4 de Julho

Com Born on the Forth of July (1989), Tom foi pela primeira vez nomeado para um Oscar e ganhou um Globo de Ouro na categoria de Melhor Ator.

Eyes_Wide_Shut

Em 1990 e 1992, Cruise contracenou duas vezes com Nicole Kidman formando os dois par romântico tanto em Days of Thunder (1990) como em Far and Away (1992). Os dois chegariam a participar no último filme que Stanley Kubrick fez: Eyes Wide Shut (1999). O realizador morreu cinco dias depois de mostrar o seu trabalho completo ao estúdio da Warner Brothers. Devido aos seus temas sexuais fortes, o filme foi censurado nos EUA.

Dois anos depois de Far and Away, Cruise interpretou uma das suas personagens mais conhecidas: o vampiro Lestat em Interview with the Vampire, baseado no best-seller de Anne Rice. O filme foi realizado por Neil Jordan, e contou também com a presença de Brad Pitt, Antonio Banderas, Kirsten Dunst e Christian Slater. Apesar da receção positiva que o filme teve, a escritora criticou, inicialmente, a escolha de Tom Cruise para interpretar Lestat, devido ao facto de preferir Julian Sands. Contudo ao ver o filme Anne acabou por retirar as suas críticas e pediu desculpa ao próprio ator. Aqui está uma das cenas mais conhecidas do filme:

Em 1996, Cruise interpretou Ethan Hunt num dos filmes pelo qual é mais conhecido: a adaptação para cinema da série televisiva Mission: Impossible, que foi um êxito de bilheteiras. No mesmo ano participou em Jerry Maguire, ganhando novamente um Globo de Ouro e sendo nomeado pela segunda vez para um OscarMagnolia (1999) também é um dos trabalhos de referência na carreira do ator, não só pelos temas fortes que aborda (entre os quais incesto, drogas, violência e homossexualidade), mas também pela nomeação para um Oscar na categoria de Melhor Ator Secundário. Além desta nomeação para Tom, a película também esteve nomeada nas categorias de Melhor Argumento Original e Melhor Tema. Contudo Tom não ganhou esse Oscar, mas novamente ganhou um Globo de Ouro na mesma categoria.

missionimpossible-hanging

Mission: Impossible II seguir-se-ia no ano 2000, realizado por John Woo. Mais uma vez, seguiu-se um sucesso de bilheteiras que acumulou cerca de 546 milhões de dólares no mundo inteiro. Tom ganhou um MTV Movie Award na categoria de Melhor Performance Masculina graças a esse filme. No ano seguinte, participou em Vanilla Sky com Cameron Diaz e Penélope Cruz.

Em 2002 Cruise trabalhou pela primeira vez com Spielberg em Minority Report, baseado na obra de ficção científica do autor Philip K. Dick. No ano seguinte, The Last Samurai foi um dos seus filmes mais notórios, ao lado do realizador Edward Zwick, que lhe valeu uma nomeação para um Globo de Ouro. Collateral em 2004 também foi notório pela performance de Tom como um vilão que toma um taxista como refém.

war-of-the-worlds

Três anos depois Tom voltou a juntar-se a Spielberg em War of The Worlds, baseado na obra de H. G. Wells. Uma das atrizes com quem contracenou foi Dakota Fanning. Nesse ano a popularidade do ator estava no auge, ganhando um People’s Choice Award na categoria de Ator Masculino Favorito, e um MTV Generation Award.

No ano seguinte, Mission: Impossible III saiu nas salas de cinema, acumulando 400 milhões de dólares. No caso de Lions for Lambs em 2007, tal foi uma deceção para os críticos e considerado um dos piores filmes em que Cruise esteve envolvido. Curiosamente, no site de classificação de filmes Rotten Tomatoes, aquele que é considerado o pior filme de Tom é Cocktail (1988) com uma classificação de 5%, embora o filme tenha sido bem recebido por parte das audiências.

Com Valkyrie (2008) as críticas já foram melhores. Aqui Cruise deu vida ao Coronel alemão Claus von Stauffenberg, que, na altura da Segunda Guerra Mundial, foi uma das muitas pessoas que tentou assassinar o Führer Adolf Hitler, e quase conseguiu.

ghostprotocol

Depois de mais um filme com receção negativa (Knight & Day, 2010), mais um êxito de bilheteira protagonizado por Cruise surgiu com Mission: Impossible Ghost Protocol em 2011. Realizado desta vez por Brad Bird, o filme teve uma receção tremenda, principalmente da parte dos críticos, acumulando 209 milhões de dólares nas bilheteiras dos EUA.

O seu filme mais recente é Oblivion que estreou este ano. A contracenar com Cruise estão Olga Kurylenko e Morgan Freeman. Até agora as críticas a este filme têm sido mistas.

Relacionamentos:

Com a fama de galã que foi ganhando, muito foi o interesse e várias as especulações em torno da vida amorosa de Tom. E, de facto, o ator teve relacionamentos bastante marcantes à medida que a sua carreira foi progredindo. Foi casado três vezes e tem três filhos (dois adotados e uma biológica).

tomandrebecca

Tom com Rebecca De Mornay em Risky Buisness

O seu primeiro caso amoroso conhecido foi com Rebecca de Monray que conheceu em Risky Buisness. O namoro durou dois anos (1983-1985). Em 1985, a cantora Cher disse ter namorado brevemente com Tom.

mimiandtom

Tom e Mimi Rogers

O seu primeiro casamento foi com Mimi Rogers a 9 de maio de 1987. Aliás, for Rogers quem introduziu Cruise à controversa religião Cientologia. Dois anos depois a 4 de fevereiro de 1990, o divórcio entre os dois era oficializado.

Nicole-Kidman-commetns-on-her-marriage-to-Tom-Cruise-1012

Tom e Nicole Kidman

No fim desse mesmo ano, Tom casou com Nicole Kidman, com quem contracenara no ano anterior em Days of Thunder. O casamento durou 11 anos e resultou na adoção de Isabella Jane e Connor Antony. Em 2001, Cruise pediu o divórcio sem saber que Kidman estava grávida. No final, essa mesma gestação terminou em aborto. A atriz chegou a confirmar que durante a união teve uma gravidez ectópica, o que gerou várias complicações.

loveset13

Tom com Penélope

A Kidman seguiu-se Penélope Cruz, que conheceu em Vanilla Sky. A relação durou três anos, terminando em 2004.

Em abril de 2005, Tom começou a namorar com Katie Holmes. O seu relacionamento tornou-se popular, sendo ambos conhecidos com o nome de casal “TomKat” para a comunicação social americana. Meio anos após o começo da relação os dois anunciaram que estavam à espera de uma criança. Suri Cruise nasceu em abril de 2006, um ano após o começo da relação. Tom e Katie casaram-se pouco depois a 18 de novembro, em Itália, numa cerimónia organizada pela Igreja da Cientologia e à qual assistiram várias celebridades de Hollywood. Há rumores de que foi a própria igreja a arranjar o casamento.

dance

Tom e Katie durante o seu casamento

Em junho de 2012, foi anunciado que Katie tinha requisitado o divórcio após cinco anos e meio de matrimónio. No mês seguinte o processo de separação foi oficializado, ficando Katie com a custódia de Suri Cruise.

No mesmo ano, um artigo publicado pela revista Vanity Fair dizia que após a separação de Penélope Cruz, a Igreja da Cientologia lançou um projeto secreto que visava arranjar uma nova namorada apoiante da Cientologia para o ator. Tal resultou numa relação de pouca dura com a atriz Britânico-Iraniana Nazanin Boniadi. De acordo com o artigo, a atriz viveu com o ator de novembro de 2004 até janeiro de 2005, e  a relação era bastante possessiva. Quando o enlace acabou diz-se que a atriz foi castigada por ter falado de informações secretas a um amigo. Certo é que a atriz deixou de ser seguidora da Cientologia em 2010.

Contorvérsias:

Apesar da reputação positiva que costuma ter, Tom já foi protagonista de várias controvérsias, sendo a principal a sua ligação com a Cientologia, religião essa que conta com mais de dez milhões de seguidores em todo o mundo e se dedica ao estudo da verdade, visando ajudar pessoas que estejam em situações complicadas. Existem várias contestações em torno dos seus ideais, assim como de comentários negativos: diz-se que este grupo faz com que os seus seguidores cortem relações com a família e chegam a forçar mulheres que têm esta crença a fazer abortos. Acusações de tráfico humano, extorsão, rapto, e lavagem cerebral são outros dos rumores mais negros em torno desta crença.

Cruise foi apresentado aos seus ideais por Mimi Rogers em 1990. O ator afirma que graças a essa ideologia conseguiu curar os seus problemas de dislexia, e desde então tem feito por promover as suas crenças às pessoas (como se pode ver no vídeo em cima). Graças ao seu afeto pela Cientologia, viu-se envolvido numa discussão com Brooke Sheilds: a atriz necessitou de medicamentos para recuperar de uma depressão pós-parto, o que levou a que Cruise a criticasse fortemente, por acreditar que a psiquiatria “é uma pseudociência” que “deveria ser ilegalizada”. O ator eventualmente acabou por pedir desculpa a Sheilds.

Outro tema que há muito tem dado que falar é relativo à sua orientação sexual. Durante o seu casamento com Nicole Kidman, surgiram várias insinuações de que o matrimónio seria uma farsa para esconder o facto de o ator ser gay. Essas acusações levaram-no a processar várias pessoas, entre as quais o ator pornográfico Chad Slater (que afirmou ter tido um envolvimento romântico com Tom) e Michael Davis da Bold Magazine (que afirmou ter um vídeo que provava que Cruise era homossexual). Ambos os casos não chegaram às salas do tribunal, acabando com os acusadores a desistirem das suas afirmações.

Um dos seus momentos mais embaraçosos aconteceu no programa Oprah, quando, ao falar sobre o seu (na altura recente) romance com Katie Holmes o ator adotou atitudes que vieram a ser prejudiciais à sua imagem, entre as quais ter saltado no sofá do estúdio entre outras excentricidades. Esse momento foi bastante parodiado: o filme Scary Movie 4, as séries televisivas South Park, Family Guy e ainda uma curta da Rua Sésamo, fizeram paródias dedicadas a esse episódio do ator. Em baixo está o vídeo original com alguns dos momentos mais embaraçosos do ator em Oprah:

Outras controvérsias estiveram presentes perto do fim do casamento com Katie Holmes. Os rumores dizem que a razão mais forte que levou à separação foi a Cientologia. De acordo com fontes próximas da atriz, Katie para além de não querer que a filha pratique os seus ideais, sentiu-se perseguida tanto pelo ator como pelos membros da Igreja. As mesmas revelam que a Katie sentia-se vigiada 24 horas por dia, e que após o divórcio ficou muito mais feliz.

Uma carreira marcante:

Em suma, o que torna Tom Cruise numa das caras mais queridas de Hollywood? Apesar dos altos e baixos na sua vida e das controvérsias que o foram acompanhando, não há dúvidas de que Tom tem uma das carreiras mais preenchidas na grande tela.

Considerado charmoso e bonito entre o público feminino, tal não passou ao lado para a revista People: em 1990, 1991 e 1997 foi considerado uma das cinquenta pessoas mais bonitas do mundo. Fez parte da lista das 100 celebridades mais sexy da revista Empire em 1995. A mesma revista referenciou-o entre os cinco melhores atores de todos os tempos em 1997. Em 2006, a Premiere referiu-o como uma das celebridades mais poderosas, sendo nesse mesmo ano considerado como a celebridade mais poderosa por parte da revista Forbes.

Tom-tom-cruise-33338077-500-423

Uma curiosidade interessante em torno da fama do ator: no Japão o dia 10 de outubro é considerado como o Dia de Tom Cruise. Isto porque o ator é a celebridade que mais visitas fez a esse país, demonstrando também uma proximidade para com os fãs asiáticos.

É também conhecido particularmente pela sua presença em filmes de ação e ficção científica, sendo a saga Mission: Impossible uma das suas maiores referências. Clássicos como Top Gun, Born on the Fourth of July, Minority Report, também já se tornaram películas de grande culto.

Contra factos não há argumentos, e certo é que Tom Cruise será sempre uma referência cinematográfica e, sem dúvida, uma cara querida de Hollywood.