941405_10151476171862309_1404812342_n

José Rodrigues dos Santos: “A profissão que mais abastece os escritores é o jornalismo”

O Espalha Factos foi espreitar no sábado passado a 83ª edição da Feira do Livro de Lisboa. Tantas reclamações por sol trouxeram as altas temperaturas que não demoveram a enchente que passeava pelos diversos pavilhões. Garrafas de água, chapéus na cabeça, o gelado comprado nas barraquinhas; tudo a preceito para um dia de injeção de cultura.

No pavilhão da editora Gradiva encontrámos José Rodrigues dos Santos a autografar os seus livros. As sessões de autógrafos dos autores são prática habitual na Feira do Livro. Atrás de si, uma fila enorme de pessoas carregadas com várias das suas obras, que já vão em mais de 10 entre ficção e alguns ensaios. O mais recente livro, “A Mão do Diabo”, foi o mais autografado pelo autor. E porque há sempre um próximo, José Rodrigues dos Santos (JRS) contou ao Espalha-Factos que “vai ser publicado em Outubro um novo romance”. Para os fãs do escritor, também jornalista na RTP1, esta é uma boa notícia.

Mas e a crítica que muitos fazem ao facto de um jornalista escrever romances? Para esses, JRS é perentório: “O Eça de Queiroz e o Saramago eram jornalistas e ninguém os chateou” e, acrescenta, “a profissão que mais abastece os escritores é o jornalismo”.

Porém, José Rodrigues dos Santos não se esgota aqui: para quem não sabe, é professor da licenciatura de Ciências da Comunicação, na Faculdade de Ciências Sociais e Humanas – Universidade Nova de Lisboa. Numa altura em que o futuro não se prevê sorridente para o jornalismo, quem ensina esta arte tem responsabilidades, impulsiona sonhos nos seus alunos e ajuda a delinear objectivos. Para aqueles que vêem no jornalismo o seu objectivo, qual é o conselho? Essencialmente, “tem que gostar das coisas, tem que ser arrojado, tem que ter iniciativa”. Três critérios que o conhecido pivô do Telejornal aponta para o sucesso.

A Feira do Livro de Lisboa vai estar no Parque Eduardo VII até dia 10 de Junho.

(Fotografia: Feira do Livro)

Mais Artigos
Christopher Nolan e Anne Hathaway em filmagens para The Dark Knight Rises
Christopher Nolan não permite cadeiras nos sets: “sentados não estão a trabalhar”