Em cinco dias de exibição, 216.232 pessoas já viram La Cage Dorée nos cinemas franceses. O filme de Rúben Alves, fortemente publicitado pelos meios de comunicação, conseguiu atingir o sexto lugar do Box-Office francês.

O jornal Le Parisien fala mesmo em “Jackpot” para o filme de Rúben Alves. O filme estreou na passada quarta-feira, dia 24 de abril e ficou em sexto lugar do Box-Office francês, numa fim-de-semana difícil, face à atenção gerada pela estreia de Iron Man 3.

Durante o mesmo período de tempo, Iron Man 3 levou mais de 1.633.000 franceses ao cinema. Longe do sucesso do filme americano, os números conseguidos pela comédia “à la portugaise” acabam por ser surpreendentes, e não ficar muito longe dos 297.000 espectadores conquistados por L’Écume des Jours, o novo filme com Audrey Tautou.

A contribuir para o bom resultado de La Cage Dorée, está certamente a grande máquina de divulgação que foi criada. Durante a semana passada, atores do filme estiveram presentes nos seis principais canais franceses, para além do estabelecimento de parcerias com várias entidades, nomeadamente a Câmara do Comércio e o Banco Comercial Português (BCP). Para além de França, o filme já se encontra em exibição nos cinemas suíços e estreia no próximo dia 1 de Maio, na Bélgica.

La Cage Dorée (A Gaiola Dourada) é uma comédia de Rúben Alves sobre a comunidade emigrante portuguesa, em França. O filme traz-nos a história de Maria e José Ribeiro (Rita Blanco e Joaquim de Almeida), emigrantes em França há mais de 30 anos, e que se tornaram indispensáveis na vida quotidiana de todos os que os rodeiam. No entanto, a oportunidade de regressar a Portugal vem baralhar as contas. Tão bem integrados junto dos seus vizinhos franceses, ninguém quer realmente que os dois portugueses regressem à terra natal.

Para além de Rita Blanco e Joaquim de Almeida, o filme é também protagonizado pelos atores franceses Chantal Lauby e Roland Giraud. O filme é produzido pela Zazi Films e pela Pathé. A estreia no nosso país está agendada para agosto.