Desde 24 de março, e em cada domingo, o Espalha-Factos tem uma nova iniciativa. Depois de, com o A Recordar, termos relembrado grandes atores e atrizes que não viram o seu talento reconhecido (ou apenas tardiamente tal aconteceu) ou caíram no esquecimento, desta vez iremos destacar algumas dos nomes mais Queridos de Hollywood, numa rubrica com o mesmo título.

Nesta semana, o Espalha-Factos dá destaque a um dos maiores nomes de Hollywood deste século, Kate Winslet. Ela é um dos rostos mais conhecidos pelo público britânico e acarinhada pela audiência americana. Desde o seu papel de Rose DeWitt Bukate no aclamado e premiado filme Titanic, que a sua fama aumentou exponencialmente, tornando-se numa das “Queridas de Hollywood”.

titanic-3d-wallpaper-3

Biografia

Nasceu em Reading, Inglaterra, a 5 de Outubro de 1975. Proveniente de uma família ligada às artes do espetáculo, Kate Winslet sempre foi fascinada por este mundo artístico. Aos onze anos iniciou os seus primeiros passos na representação, ao ingressar num curso de teatro em Redroofs Theater School. Este curso de alto prestígio foi-lhe oferecido pela avó Linda Bridges, administradora de um teatro.

Kate estreou-se na televisão aos treze anos num anúncio televisivo dos cereais Sugar Puffs, aparecendo com frequência em produções britânicas, como os Shrinks, Casualty, Dark Season, Get Back e Anglo-Saxon Attitudes. Paralelamente, Kate atuava em peças de teatro, nomeadamente Peter Pan, Adian Mole, A Game of Soldier, What the Butler Saw, entre muitos outros.

Após vários filmes, Kate Winslet alcançou as luzes da ribalta com Titanic em 1997. A partir desse êxito de bilheteiras, pudemos vê-la em grande obras cinematográficas, como Finding Neverland com Johnny Depp, Revolutionary Road, contracenando novamente com Leonardo DiCaprio, The Reader ao lado de Ralph Fiennes – alcançando o seu primeiro Oscar da Academia -, e até na série Mildred Pierce, que foi exibida no Lisbon & Estoril Film Festival 2011 (vê aqui a crítica do Espalha-Factos).

Kate-Winslet-with-her-bes-001

Principais Filmes e Prémios

Aos dezassete anos estreou-se no cinema no filme Heavenly Creatures, de Peter Jackson, como a emocional Julie Hulme. Ao ler o guião pela primeira vez, Kate afirmou: “Eu preciso de conseguir este papel” e acabou por obtê-lo. Após um árduo casting, conseguiu superar as 175 candidatas, que disputavam o mesmo papel.  O seu trabalho e esforço foi recompensado ao ser elogiada pela crítica, que a considerou uma das grandes promessas da nova geração. Face à sua sublime interpretação arrecadou o Urso de Ouro de Melhor Atriz no Festival de Berlim.

Em 1995, Emma Thompson estava a produzir o filme, Sense and Sensibility, uma versão da obra de Jane Austen. Nessa altura, Emma idealizou Kate para o pequeno papel de Lucy Steel. Contudo, quando viu o potencial da atriz e a sua determinação em interpretar Marianne, a irmã emocional da história, Emma cedeu ao seu pedido e concedeu-lhe a personagem que ela tanto desejava. Em conversas com Kate, Emma não teve dúvidas que ali estava a atriz que ela procurava. Winslet brilhou interpretando Marianne e recebeu sua primeira indicação ao Oscar por este papel, reafirmando sua posição como promessa da nova geração.

Com o sucesso, conseguiu encontrar papeis que a desafiassem, como é o caso de Jude em Paixão Proibida e Ofélia em Hamlet. Mas nunca nenhum filme pôde dar a projeção mundial a Kate Winslet, como Titanic lhe deu. Tudo começou quando Kate Winslet leu o guião do filme. A atriz ligou imediatamente para o realizador James Cameron e disse que ela era a Rose que ele procurava. Cameron e a Fox estavam relutantes em dar o papel a Kate, visto que ela não era uma atriz suficientemente conhecida para protagonizar uma produção do calibre de Titanic (o filme de maior orçamento já criado na época; hoje em segundo lugar). Determinada a conseguir o papel da sua vida, Kate não desistiu do seu objetivo, provou a sua capacidade e obteve o papel.

Segundo Kate, este filme foi até hoje o mais difícil de sua carreira. A personagem era complexa e as gravações exigiam muito esforço físico. As filmagens duraram cerca de nove meses e ocorreram no México. Devido ao grande número de cenas realizadas debaixo de água, Kate contraiu pneumonia e processou a produção, para conseguir uma semana de descanso devido ao seu intenso desgaste físico.

httpv://www.youtube.com/watch?v=qvmr4UoepX8

Todavia, tudo foi recompensado. Lançado em 1997, o filme tornou-se um fenómeno. Kate recebeu a sua segunda nomeação ao Oscar (desta vez na categoria principal), e o filme, quatorze. Titanic ganhou 11 estatuetas. Apesar da atriz não ter vencido na sua categoria, o êxito do filme tornou-a uma das atrizes mais requisitadas e famosas do mundo.

Após o sucesso estrondoso de Titanic, ela recebeu diversas propostas para grandes produções, mas optou por atuar num filme pequeno, Hideous Kinky, de forma a descansar um pouco da quantidade infernal de trabalho que o Titanic exigiu. De seguida, atuou em Finding Neverland, partilhando o grande ecrã com Johnny Depp. Eternal Sunshine of the Spotless Mind trouxe-lhe uma quarta nomeação aos Oscars pela desafiante personagem que interpreta neste filme.

Em 2008, voltou a cena com duas produções, nomeadamente Revolutionary Road, realizada pelo seu marido Sam Mendes. Nesta longa-metragem contracenou novamente com Leonardo DiCaprio após Titanic, encarnando o papel de uma esposa frustrada com o casamento. Seguiu-se The Reader, onde encarna o papel de uma mulher no banco de réus, acusada de crimes nazis durante a Segunda Guerra Mundial. Devido à sua excelente interpretação em ambas as produções, 2009 acabaria por se tornar no ano de grande reconhecimento para Kate Winslet. Ela ganhou Globos de Ouro pela sua atuação em Revolutionary Road e The Reader e recebeu a sua sexta nomeação aos Oscars. Desta vez, Kate Winslet conseguiu ganhar o Oscar de Melhor Atriz pela sua interpretação em The Reader.

Finalmente, em 2012 foi galardoada com o prémio César Honorário, um prémio cinematográfico concedido anualmente a atores de grande prestígio internacional, homenageando a sua carreira invejável de grande sucesso.

Com mais de 30 filmes, múltiplos prémios, várias nomeações e um Oscar da Academia, Kate Winslet é uma das atrizes que teve mais sucesso nos últimos tempos e continua a dar cartas nas suas magníficas interpretações. Desde pequena que abraçou o mundo da representação e nunca mais desistiu desse destino. Determinada, ela consegue cativar os realizadores e convence-los do seu potencial como atriz. Querida por todos, Kate Winslet é definitivamente uma das princesas no reino de Hollywood.