belem-art-fest-r

Rock, jazz e blues nos museus de Lisboa? O Belém Art Fest chegou à capital

O Belém Art Fest consiste na apresentação de concertos, cinema e workshops, em espaços museológicos, onde habitualmente não existe uma programação desta natureza, com exceção do Centro Cultural de Belém (CCB).
Esta segunda edição diferencia-se da edição anterior, pois alarga-se durante dois dias, «do dia 5 até ao dia 6 de abril, em mais espaços e com mais artistas», explicou Pedro Pais, um dos organizadores.

O festival acontecerá nos museus nacionais dos Coches e Arqueologia e no Museu da Presidência, no Palácio de Belém, além do já conhecido CCB.

O objetivo é que o espectador circule nestes quatro espaços para assistir aos concertos e aos workshops, desfrutando das exposições de cada um dos museus, que estarão parcialmente abertas ao público em horário noturno. «É uma fusão cultural, há vários tipos de arte expostas – música, fotografia, arquitetura, cinema – nesta zona nobre, no património nacional, que há noite não tem muitas atividades», explicou Pedro Pais.

O cartaz, que não está ainda fechado, contará com o Gospel Collective e o fadista Pedro Moutinho no Museu dos Coches, com o músico Frankie Chavez e a cantora Márcia Santos no Museu Nacional de Arqueologia, a fadista Helena Sarmento no Museu da Presidência e os Loafing Heroes e Legendary Tigerman (em versão DJ set) no CCB. Está ainda prevista uma intervenção artística de Sara Maia no Museu da Presidência e também a exibição de curtas-metragens de terror e ficção científica no Centro Cultural de Belém.

«Este ano acreditamos que temos capacidade para chamar mais público, para receber melhor os nossos convidados, temos uma viatura oficial que poderá transportar os visitantes de uns museus para os outros», afirmou um dos organizadores.

O Belém Art Fest é um evento de pequenas dimensões que espera ter um «crescimento sustentado», dado que a organização espera receber cerca de quatro mil espectadores.

Os bilhetes custarão cerca de oito euros para um espetáculo e cerca de catorze euros se for um passe para os dois dias com acesso a todos os eventos.

 

Mais Artigos
refugiados reuters
Dia Mundial do Refugiado. “O sentimento de segurança é muito mais amplo do que a ausência de conflito”