Numa movimentada praça da província chinesa de Guandong, um enorme ecrã LED exibiu, durante 20 minutos, cenas de sexo explícito, até a polícia ser alertada.

A empresa responsável pelo ecrã gigante emitiu rapidamente um comunicado na versão chinesa do Twitter a pedir desculpa, garantindo que o vídeo foi exibido por engano.

Segundo o jornal chinês BC Bay, o filme pornográfico estava a ser visto por um funcionário no seu computador, que terá começado a transmitir o vídeo para a praça pública.