A sexta edição do Festival Rescaldo arranca hoje em Lisboa, com os primeiros dois dos treze espetáculos que pretendem selar o reconhecimento da qualidade musical de produção nacional. Na edição deste ano, além dos concertos, haverá o lançamentos de discos da editora Shhpuma, uma exposição de ilustrações de Zé Burnay e o DJ Set de Flack.

O Festival Rescaldo decorrerá na Culturgest e na Trem Azul, nos dias 7, 8, 9, 14, 15 e 16 de fevereiro. Teve a sua primeira edição em 2007 e, desde então, tem procurado distinguir alguma da produção feita a nível naci0nal em géneros que vão da eletrónica ao jazz, passando pelo indie rock ou o noise.

O pontapé de saída é dado esta noite na Trem Azul com Go Suck a Fuck (que acabam de editar Silvx pela Cafetra Records) e Albatre. Amanhã, no Pequeno Auditório da Culturgest haverá eletrónica ambiente de Diamond Gloss, projeto do multi-instrumentista Gonçalo Pereira que lançou o ano passado, pela americana Fluttery Records, o álbum Bears. Partilhará o palco com Filho da Mãe aka Rui Carvalho, pequeno génio firmado da guitarra portuguesa. No mesmo local, mas sábado, a noite é de piano, com Bruno Béu e o projeto Almost a Song, onde figuram a pianista Joana Sá e o guitarrista Luís José Martins (que toca também com Deolinda).

No Dia dos Namorados o Rescaldo regressa à Culturgest com os portuenses Radial Chao Opera e Rodrigo Amado Hurricane que tocará com o saxofonista Rodrigo Amado e duas das maiores revelações dos últimos tempos no panorama musical nacional: o baterista Gabriel Ferrandini e DJ Ride. No dia seguinte Tropa Macaca, Pedro Lopes e os consagrados Pop dell’Arte finalizam os concertos na Culturgest. O encerramento do festival decorre onde começou, na Trem Azul, e  será com chave de ouro: o improviso eletrificante de Luís Lopes Noise Solo; Black Bombaim, reis do stoner e do rock psicadélico que se deram ao mundo com Titans; e ainda o DJ Set de Flack (ex-Rádio Macau).

Os concertos começam sempre às 21h30 e o preço dos bilhetes, por noite, é de 6 euros, mas quem comprar os 4 bilhetes para os concertos que têm lugar na Culturgest (8, 9, 14 e 15) terá direito a um desconto de 40%. Quem comprar bilhete para a abertura e o encerramento na Trem Azul também terá um desconto e paga apenas 10 euros.

A programação completa pode ser vista aqui.