No mês de fevereiro descem ao Chiado quatro novas peças de microteatro, portuguesas e inéditas, subordinadas ao tema Por amor, numa evidente comemoração do Dia de S. Valentim, que se assinala no dia 14.

São quatro salas, cada uma delas recheada de “amor”. Na sala 1 pergunta-se Onde é que julgas que vais? da autoria, encenação e cenografia de Tiago Torres da Silva. Este espetáculo conta com a interpretação de Fernanda Neves e João Passos, que prometem gerar “uma luta violenta pelo poder, onde amor, sexo, solidão, passado e futuro se misturam”. Destinado a maiores de 12 anos, o espetáculo terá sessões de quinta a segunda-feira, às 18h, 18h25, 18h50, 19h15, 19h40 e 20h05m.

Uns poucos metros mais à frente, na sala 2, é Não sou eu, és tu que toma conta do ‘palco’ durante um mês. Um texto inédito de Ana Saragoça, encenado por Rosa Villa e interpretado pela autora e Hugo Costa Ramos, põe à prova “a solidez de uma relação amorosa entre um homem jovem e uma mulher mais velha” tendo sempre em conta que “as aparências podem ser enganadoras”. Classificado para maiores de 16 anos, o espetáculo poderá ser assistido de quinta a segunda às 18h05, 18h30, 18h55, 19h20, 19h45 e 20h10.

Adiante, é um título estrangeiro que sobressai no cartaz: Goodbye é o nome do espetáculo português que toma conta da sala 3. Um texto de José Pinto Carneiro, encenado por João Ricardo após um trabalho dramatúrgico deste e da atriz Sofia Sá da Bandeira. Sofia mostra a história de “uma mulher, mãe de dois filhos” que se deixa levar por um jogo de sedução de um jovem, levando-a a reviver “emoções adormecidas”. O espetáculo, também classificado para maiores de 16 anos, poderá ser assistido de quinta a segunda às 18h15, 18h40, 19h05, 19h30, 19h55 e 20h20.

Por fim, na sala 4 pergunta-se Onde é que estavas quando te vi pela última vez?, uma peça com a assinatura de Miguel Graça (autoria e encenação) e a interpretação de Lídia Muñoz – uma mulher que “aguarda que o homem perfeito se materialize ao seu lado, no momento em que ela tira uma fotografia” inventando, pelos trilhos da sua imaginação, “um passado dúbio para os dois ao mesmo tempo que as incertezas sobre o presente vão crescendo dentro dela”. Para maiores de 12 anos o espetáculo pode ser assistido de quinta a segunda às 18h20, 18h45, 19h10, 19h35, 20h e 20h25.

Como é habitual, também a infância tem espaço num microteatro, aos sábados e domingos de manhã, na peça Pequenas Propostas Para Ti # Maior, com encenação de Yola Pinto e interpretação por Carla Carreiro Mendes e Tiago Ortis. Um espetáculo “com uma forte fisicalidade e noção do corpo com a ‘nossa ferramenta primeira’” que pretende realizar uma viagem ao universo de Calvino: “Histórias portáteis, filosofias de bolso, e um cheirinho de ciência abrem o caminho a novas possibilidades de ver e sentir o que nos rodeia”. Pode assistir-se a esta viagem às 11h30, 11h55 e 12h20 na sala 4.

Um mês de fevereiro cheio de amor a aproveitar para quem sai do trabalho extenuado e quer ver um pouco de Arte a acontecer.