João Tavares, aluno de engenharia informática da Escola Superior de Tecnologia e Gestão do Instituto Politécnico de Portalegre, criou o projeto Fisiosoft, que consiste numa aplicação informática que permite às pessoas com deficiências desenvolverem exercícios de fisioterapia a partir de casa. Para isso, necessitam apenas de um computador, uma webcam e círculos refletores.

A webcam é colocada na zona do corpo que o doente pretende trabalhar e é presa com um elástico. No computador vão aparecer círculos e o doente terá de fazer coincidir o marcador preso no seu corpo com o círculo do ecrã. Estes exercícios visam permitir um melhoramento das capacidades cognitivas e motoras e à medida que o paciente vai melhorando, aumenta o nível de dificuldade dos exercícios.

Este projecto foi desenvolvido em parceria com o professor João Fradinho Oliveira, docente na Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Portalegre, e surgiu no âmbito de uma cadeira da faculdade de João Tavares, no ano de 2011.

O Fisiosoft foi testado em quatro pessoas e foi distinguido com o prémio “Ser capaz – Investigação e Tenologia”. O próximo passo consiste em arranjar parcerias para colocar o produto no mercado.