Marselha (França) será, juntamente com Kosice (Eslováquia), Capital Europeia da Cultura no ano de 2013.  Os programas culturais oficiais arrancam nos dias 12 e 19 de janeiro, respetivamente. Cada cidade terá um ano para mostrar o seu desenvolvimento e a sua vida cultural.

Marselha, cidade portuária do litoral mediterrâneo da França, quer aproveitar a sua nomeação como Capital Europeia da Cultura 2013 para levar a cabo uma grande transformação urbana e uma intensa revitalização social de modo a tornar a cidade mais atrativa e lucrativa para turistas e locais.

A revitalização urbana em grande escala tem como principal objetivo incentivar a economia naquela que é  a mais antiga e a segunda maior cidade da França; a longo prazo pretende-se criar um distrito económico circundante à região da Marselha, o Euroméditerranée.  Construções bilionárias são levadas a cabo no centro histórico da cidade neste momento; os armazéns portuários que barravam a vista à beleza do Mediterrâneo vão ceder lugar a um moderno arranha-céus repleto de escritórios, a um dinâmico centro comercial, a um animado bairro social e a uma calçada à beira-mar com quase dois quilómetros de extensão.

marseille-photo-blog

Vieux – Port, Marselha (França)

No entanto, nem tudo a volta de Vieux-Port é  lindo e deslumbrante. Prova disso é a zona de Félix Pyat: bairro social com prédios brancos com quase vinte andares de altura. As paredes estão grafitadas e o tráfico de drogas faz parte do dia-a-dia.  No antigo terreno do porto vivem as classes mais desfavorecidas, como emigrantes do norte de África (predominantemente argelinos e marroquinos), mães solteiras e toxicodependentes, retrato que se estende um pouco por toda a população da  Marselha; com uma população superior a 15 mil milhões de habitantes, 13% da população está no desemprego.  As obras de preparação para o ano cultural que aí vem já criaram 20 mil postos de trabalho em cinco novos projetos urbanísticos.

A cidade irá aproveitar o título de Cidade Europeia da Cultura para proceder a uma transformação social; espera-se que com um ano repleto de cultura seja possível trazer os jovens que habitam os bairros sociais para o bom caminho através do desenvolvimento de ações culturais, desportivas e educativas.

A metrópole portuária localizada no litoral mediterrâneo da França quer se tornar mais atrativa para os turistas e mais rica para os habitantes ao mesmo tempo que se projeta como local de cultura, arquitetura e boa vida.