A Amazon Studios, filial do site de vendas na internet Amazon, lançou em abril do ano passado um desafio mundial: escrever um “excelente guião” de modo a dar origem a um “excelente entretenimento”, em que o principal objectivo é a produção de séries originais com transmissão online.

O desafio esteve aberto à todos, com exceção dos residentes do Myanmar, Cuba, Irão, Coreia do Norte, Sudão e Síria. Para participar bastava elaborar e submeter no site um guião para uma série cómica, já com um piloto de 22 minutos incluído, sendo que o mesmo seria avaliado pelo departamento de conteúdos no prazo de 45 dias.

Foram submetidos mais de dois mil guiões dos quais seis já foram aprovados para a realização de um episódio-piloto que vai ser disponibilizado no site para votação pública. Os mais votados tornar-se-ão em séries com exibição online. Os criadores dos episódios mais votados vão receber 41 mil euros e 5% de todo o merchandising vendido online no site da Amazon.

A Amazon Studios  afirma que o desafio permite ainda a submissão de  guiões para filmes, que passarão pelo mesmo processo de seleção; os autores dos argumentos escolhidos receberão 150 mil euros e mais 300 mil se o filme tiver receitas de bilheteiras iguais ou superiores aos 45 milhões de euros.

O concurso, apesar de aberto ao público geral, revela que apenas um dos seis finalistas não se encontra já na indústria de entretenimento norte-americana;  um dos guiões escolhidos é o de Kevin Sussman, guionista da já consagrada série The Big Bang Theory.