Luís Marques, presidente da Comissão de Análise de Estudos de Mercado (CAEM), mostrou-se optimista quanto ao processo de alteração do sistema de audimetria televisiva da GfK, e aponta fevereiro como data de conclusão do processo.

Está a correr bem. A GfK [responsável desde março pela medição das audiências televisivas] tem estado a cumprir o programa de alterações. Espero que esteja tudo concluído em fevereiro”, refere o presidente da CAEM e administrador do grupo Impresa, em declarações à Lusa. Por seu turno, António Salvador, diretor-geral da GfK, confirma a estimativa apontada por Luís Marques, e refere que a nova grelha de audimetria arrancará de forma definitiva a partir de 1 de março.

Recorde-se que o sistema de audimetria de audiências da GfK foi alvo de grandes contestações desde o seu início, primeiro pela RTP e, mais tarde, pela TVI, com relatos de várias anomalias nas medições. As duas estações generalistas pediram a intervenção da Entidade Reguladora para a Comunicação Social (ERC) para resolver o problema.

As modificações do sistema passam pela atualização do painel com base nos dados mais recentes dos Censos 2011 e pela alteração das taxas de população com acesso à televisão por subscrição, em sequência da transição para a Televisão Digital Terrestre (TDT).

O processo de alteração irá decorrer durante os meses de janeiro e fevereiro, com a estimativa da GfK de que 98% dos audímetros estejam instalados no final desse período.