Segundo a Rádio Renascença, o dossier da Privatização da RTP não será resolvido ainda em 2012. Tal acontece porque o último Conselho de Ministros deste ano, que se vai realizar esta quinta-feira, não irá debater o futuro da estação pública.

O adiamento deste polémico processo deve-se ao facto de não existir consenso entre a coligação que forma o governo. Desta forma, a privatização da rádio e televisão pública só deverá ter o seu desfecho no primeiro trimestre do novo ano. O gabinete do ministro-adjunto e dos Assuntos Parlamentares, Miguel Relvas, afirmou que até ao final de março este processo deverá estar concluído.

A comissão dos trabalhadores da Rádio e Televisão de Portugal mostrou-se satisfeita, em declarações à emissora católica, com o adiamento deste dossier. Camilo Azevedo, pertencente à comissão, explicou à rádio que a administração da RTP cancelou a reunião que tinha marcada para esta manhã com os trabalhadores da empresa e transmitiu a opinião de que é “um grande disparate” a existência de “uma privatização sem se saber como nem para quê“.