Ao fim-de-semana, o Espalha-Factos está a recordar as histórias das nove temporadas de Morangos com Açúcar. Hoje recordamos a quinta série de aulas e de verão, que marcaram o início de uma nova geração na série juvenil: em vez de um casal protagonista, passou a haver um grupo de cinco amigos nos papéis principais.

Para além disso, a história deixa de se concentrar no Colégio da Barra e passa para a Escola Secundária D. Sebastião, uma escola pública.

Esta temporada é escrita pela Casa da Criação, por nomes como Sandra Santos, Vasco Domingos , Catarina Peixoto ou Catarina Peixoto e realizada por Hugo de Sousa, Jorge Cardoso, Miguel Guerreiro e João Quaresma. A produção, ficou a cargo de Teresa Amaral.

httpv://www.youtube.com/watch?v=ykoJ8O1ZzoM

Na temporada de aulas, o tema de abertura era Geração Rebelde do Rodrigo Leão. Na série de verão, as Just Girls gravaram uma nova versão de Bye Bye, que foi o som do genérico da história.

.

A ESCOLA SECUNDÁRIA D. SEBASTIÃO

Lisboa é o novo cenário de Morangos com Açúcar. A agitação que se vive numa grande cidade marca o ritmo da série que se quer cada vez mais jovem, urbana e próxima da realidade.

A ação vai desenrolar-se numa escola pública que vive os mesmo problemas que tantas outras neste país e onde se luta todos os dias para dar a volta às dificuldades. A Escola Secundária D. Sebastião tem alunos do 7º ao 12º ano, de várias áreas e depara-se com falta de verbas, instabilidade do corpo docente e insegurança. No entanto, a D. Sebastião é uma escola bastante ativa, com atividades extra-curriculares como o andebol federado, o clube de artes e multimédia e o atelier de música.

Esta normalidade atrativa deve servir como forma de identificação com o público-alvo. É uma escola que engloba alunos do 7º Ano ao 12º Ano, de várias áreas, deparando-se com os problemas típicos de qualquer escola portuguesa, designadamente a falta de verbas, a degradação das instalações (apesar de não ser identificável nas imagens) e a insegurança.

No arranque do ano letivo, a escola organiza uma receção a toda a comunidade escolar, até como forma de dar as boas vindas aos novos alunos, sobretudo aos do 7º Ano, que ali vêm pela primeira vez. Mas desde logo percebemos os problemas dos alunos mais novos, que são sujeitos pelos mais velhos, às escondidas, a situações violentas e humilhantes.

Nesta temporada, o mais importante de tudo são mesmo os alunos que se debatem com os problemas de sempre e com novos que surgem todos os dias e que tornam este período das suas vidas como um dos mais importantes, daqueles que se recorda para sempre. As paixões inflamadas, as relações falhadas, os testes, as negativas, as festas, o álcool, a liberdade, as motos, a competição, o desporto, as amizades.

.

OS PROTAGONISTAS

Nesta nova série, as personagens centrais são um grupo de amigos: Diogo, Mariana, Luís, Vera e Raquel que estão no 12º ano e são inseparáveis desde a escola primária.

Diogo

Filho de dois médicos de sucesso, Diogo teve tudo o que quis, pelo menos em termos materiais, mas foi sempre muito desacompanhado no seu crescimento. As carreiras exigentes dos pais criaram uma série de desajustes como cada um jantar em separado. Os pais adoram-no mas não estão suficientemente atentos ao que se passa no dia-a-dia. Diogo é tratado pelos pais mais como um igual, um adulto responsável, do que um adolescente. No entanto, Diogo é um jovem bem-disposto, pelo menos aparentemente, mas lá bem no fundo sofre com toda esta falta de carinho e proteção.

Mariana

Em criança participou em diversos concursos de beleza e conseguiu ainda entrar em anúncios de televisão. No entanto, quando começou a crescer as propostas de trabalho terminaram para grande desgosto da mãe, Sílvia, que foi e ainda é a grande incitadora para que a filha lute com unhas e dentes para ser famosa. Mariana cresceu a ouvir dizer que é linda o que lhe deu uma grande auto-estima ao contrário da maior parte dos adolescentes.

Luís

É órfão de pai – morreu antes do seu nascimento – e vive com a mãe, Marília, num pequeno apartamento de um bairro de classe media baixa de Lisboa. Apesar de nunca ter tido pai, Luís não sentiu falta de uma referência masculina embora isso faça confusão a muitos dos amigos. A mãe conseguiu preencher esse espaço fazendo o duplo papel de o apaparicar e impor a disciplina. Não tem irmãos, mas, como brincou sempre muito na rua, desde cedo se integrou num grupo de amigos que funciona quase como uma irmandade. É um rapaz bem disposto, positivo e sem grandes preocupações. Entra para a equipa federada de andebol da escola onde vai encontrar um ambiente hostil que o obriga a mostrar uma personalidade forte para se conseguir impor e ganhar o respeito dos restantes atletas. Não se preocupa muito com a vida sentimental.

Vera

É uma lutadora que se agarra ao sonho de entrar para a faculdade para poder sair do círculo de pobreza em que a sua família vive. Apesar de todos os problemas familiares, como o abandono do pai, o desemprego da mãe e o facto de viver num bairro considerado problemático, consegue ter sempre um sorriso nos lábios e acredita que cada um tem a possibilidade de traçar o seu destino, por mais difícil que possa parecer. Tem no seu grupo de amigos uma segunda família onde vai buscar alguma esperança e paz de espírito que tanto precisa para continuar a lutar.

Raquel

Filha do Presidente do Concelho Executivo da Escola, Raquel foi educada num mundo de regras onde não se admite menos que a excelência. Lida bem com esses princípios e esforça-se por ser boa aluna. Desde criança que tem um problema de controlo de peso, até porque gosta bastante de petiscar, mas isso nunca foi motivo de crise. Integra as cheerleaders mas, à medida que as coreografias se vão tornando mais complexas vai sentir problemas por causa do peso. Nem isso deixa Raquel particularmente infeliz. Mas, ao descobrir, num exame de rotina, que os seus níveis de colesterol estão muito altos, Raquel vai ter de fazer uma dieta que a vai levar ao desespero. É que não é fácil resistir a tantas tentações sobretudo quando os amigos ao lado estão a comer as batatas fritas de que tanto gosta

.
OS ‘MAUZÕES’

Nuno, Diana, Carlos e Bruno compõem o grupo de vilões desta nova temporada. Apesar de todos eles terem alguma relação com um dos protagonistas, são o grupo dos “mauzões” na Escola.

Nuno e Diana namoram. Diana é uma rebelde que adora contrariar os pais em tudo o que faz. Talvez por isso, tenha começado a namorar com Nuno. Está constantemente a atirar-se aos rapazes, não porque queira alguma coisa com eles mas, porque sabe que isso irrita o namorado que acaba invariavelmente por se envolver em cenas de pancadaria.

Nuno é um jovem problemático e com comportamentos desviantes. O andebol funciona como escape para as suas frustrações. Desde que o pai saiu de casa, ainda era uma criança, que começou a ter comportamentos agressivos que a mãe nunca consegue controlar. Esta indisciplina foi o principal motivo para o insucesso escolar que o obrigou a repetir, por duas vezes, o ano. Vive com a mãe e os dois irmãos, Vera e Carlos, num bairro social de renda controlada.

Carlos é o irmão mais novo de Vera e Nuno e o que mais sofreu com o abandono do pai. O seu comportamento é de grande violência, insultando professores, roubando alunos mais novos e destruindo equipamento escolar. Como é muito inteligente tem conseguido passar de ano mas está, cada vez mais, à beira de uma vida de marginalidade e tem uma grande influência no irmão mais velho.

Já Bruno não tem família e reside numa instituição de solidariedade social. Juntamente com Carlos e Nuno forma um dos grupos dominantes dentro da escola. Bruno tende a assumir as funções de cérebro desse grupo embora o faça de forma dissimulada. Fora da escola, Bruno mantém contacto com alguns delinquentes mas este lado da sua vida é mantido em segredo mesmo dos seus amigos mais chegados.

Ao longo do ano letivo, algumas coisas irão mudar, e uma das maiores alterações no grupo é a gravidez de Diana. É no último episódio desta temporada, enquanto decorre a festa de final de ano, que a jovem dará à luz o seu filho.

Numa altura em que Inês passou a ser um entrave na relação de Nuno e Diana, a jovem grávida encontra-se com Inês e ameaça-a de que por amor está disposta a tudo e que, por isso, quer que ela se afaste de Nuno. Inês diz-lhe que Nuno não é de ninguém e que ele é que tem que escolher, mas Diana começa a bater em Inês.

Diogo chega a tempo de evitar uma tragédia. Diana refugia-se na casa de banho, mas começa a dar sinais de parto e tem as primeiras contrações, as dores tornam-se mais intensas e começa a gritar. Bruno socorre Diana, mas ela pede-lhe que vá chamar Nuno que conta a situação a Marília e lhe pede ajuda. Marília e Nuno ajudam Diana que acaba por dar à luz um rapaz.

.

O INÍCIO DO VERÃO

Quando o verão começa, a ação vira-se para Vila Nova d`Ouriço. Luís, Vera, Diogo, Mariana e Raquel, os cinco amigos, não fogem à exceção e rumam até esta vila costeira, com um rua principal repleta de bares e discotecas, uma pensão e o bar “Comboio”, ponto de encontro entre jovens que aqui passam férias e jovens que moram na vila.

Depois de um ano inteiro a estudar, chegou a liberdade. O Verão é uma época de praia e de muita animação nocturna. São dois meses que prometem muitos encontros e desencontros, e tudo ao ritmo da praia e de muita aventura, com muitos banhos, desportos radicais e como não podia faltar, paixões.

Vivem a praia, o sol, as noites quentes e conhecem pessoas de diferentes países e etnias. Quando uma comunidade de artistas decide instalar-se perto da vila, a população local levanta muitos problemas, organiza uma manifestação que atinge proporções assustadoras e leva ao confronto físico. Caberá aos nossos protagonistas acalmarem os ânimos e convencerem os artistas a não partirem, alegando que têm direito a ficar. Assim irão nascer novas amizades que se prolongarão durante todo o Verão.

.
AURORA E MÁRIO: OS NOVOS PROTAGONISTAS

Enquanto que, na cidade, Diana e Nuno tentam adaptar-se à nova vida com o pequeno Nuninho, os colegas chegam ao Algarve dispostos a ter umas férias descontraídas. Sónia chega ao Algarve para passar uns dias com Aurora mas recebe uma visita inesperada. É Diana, que, desesperada, resolve ali deixar o filho, para passar férias. Sónia avisa Nuno que Diana está no Algarve e o jovem vai buscá-la.

Mário e um amigo chegam à vila num carro sem matrícula e a cair de podre. Populares desconfiam que o veículo estacionado tenha uma bomba, pelo que chamam a GNR. A Brigada de Minas e Armadilhas opta por fazer explodir o automóvel. Os jovens, que tinham ido buscar uma matrícula nova, chegam nesse momento e ficam em estado de choque com o sucedido.

Uma trupe de artistas chega à cidade. Alguns deles anunciam pelas ruas o espectáculo. Sónia e Aurora reparam nos rapazes e a amiga da rebelde fica encantada por um deles. O rapaz, Mário, não consegue tirar os olhos dela. Um dos colegas apercebe-se e começa a gozar com ele.

.
O MISTERIOSO “REI”

httpv://www.youtube.com/watch?v=DBuq7bb2Pqk

As partidas de Carlos, Bruno, Sandro e Paulo com as moto-quatro vão ter repercursões inimagináveis. Os jovens passam a ser ameaçados pelo sujeito que se intitula de Rei e que garante ter assistido ao momento em que os rapazes atropelam o professor Henrique.

No final do verão, Carlos, Bruno, Sandro e Paulo realizam o trabalho final das aulas de recuperação. Quando fazem a biografia do último criminoso, ficam curiosos ao ver a descrição de um homem procurado pela Polícia que se enquadra na descrição do Rei. Decidem ver a foto, e ao depararem-se com a imagem de Silk ficam petrificados. Furioso, Carlos vai ter com o namorado da mãe e pergunta-lhe como foi possível ter-lhes feito tanto mal.

Silk diz-lhe que mudou e nunca mais voltou a prejudicar ninguém, pois afeiçoou-se à sua nova família. O irmão de Vera não acredita em nenhuma palavra e diz-lhe que a sua mãe vai ficar destroçada quando souber da história. Silk pergunta-lhe se vai contar a Olga, mas Carlos diz-lhe que vai ter de ser ele próprio a contar. Silk afirma que não consegue e pede a Carlos que o deixe despedir-se de Olga.

Silk procura Olga e diz-lhe que a vai deixar sem dar explicações. A mãe de Nuno fica destroçada. Quando descobre o verdadeiro motivo da partida do namorado, Olga não quer acreditar. Carlos diz à mãe que Silk gosta mesmo dela e que por essa razão está disposto a perdoá-lo. Espantada com a atitude do filho, Olga decide desculpar Silk.

..

FINAL DOS PROTAGONISTAS

httpv://www.youtube.com/watch?v=PNMliKaQgwQ

Depois de muitas aventuras durante o verão, através das quais o amor dos d<span ois será posto à prova, Aurora vai perceber que não consegue viver sem o seu grande amor, Aurora deixa Lisboa e regressa a casa para estar presente no último espectáculo que a Trupe vai dar em Odeceixe.

Depois de algumas peripécias em que os espectadores se perdem na mata por causa do nevoeiro, a actuação e o espectáculo são um verdadeiro sucesso. Chegada a altura de Mário subir ao trapézio como artista final, Aurora sobe para uma bancada e desenrola um lençol branco onde se pode ler “Gosto de ti até ao céu”. Emocionado, o filho de Joaquim e Cidália vai até junto dela e os dois beijam-se apaixonadamente, selando publicamente o seu amor.

Na próxima edição vamos recordar a 6ª temporada de aulas e de verão… não percas, ao fim-de-semana,Geração Morangos, no Espalha-Factos!

______________________

Créditos: Plural (fotografias), Morangos5serie (texto adaptado), Revista Morangos com Açúcar (texto adaptado), Morangosonline (vídeo)