A gala dos Emmys Internacionais, que decorreu na noite passada em Nova Iorque, acabou por não premiar Portugal, apesar do país ter duas produções nomeadas para Melhor Telenovela. A vitória recaiu sobre a produção da Globo, transmitida pela SIC, O Astro.

Portugal interrompe assim uma série de duas vitórias consecutivas, iniciadas em 2010 com Meu Amor e prosseguidas em 2011 com Laços de Sangue. As nomeadas Rosa Fogo e Remédio Santo não conseguiram igualar o feito, com pesar de Cláudia Vieira: «Infelizmente, o Emmy não nos vai acompanhar no avião para Portugal. Obrigada a todos pelo apoio!», partilhou a atriz no seu Facebook.

Rita Pereira, uma das estrelas de Remédio Santo, também deu a conhecer online que a vitória tinha sido brasileira: «Venceu a Globo com a novela O Astro, mas Portugal esteve nomeado e isso é muito importante. Parabéns a todos nós.»

A Rede Globo alcançou, além do prémio de Melhor Telenovela, o prémio de Melhor Comédia, para Mulher Invisível. O autor de O Astro, Alcides Nogueira, reagiu com entusiasmo à vitória: «Eu sou de uma geração de autores que sempre admirou e desejou o Emmy. Ganhar este prémio, ainda mais na sua 40.ª edição, enche o meu coração com uma alegria indescritível. Sinto-me honrado. Mas o prémio não é só meu, é de Geraldo Carneiro, Roberto Talma e de Mauro Mendonça Filho, e da Rede Globo. É da televisão brasileira».