O Espalha-Factos entrará em paralisação total a partir da meia-noite de dia 14 de novembro. Este site de cultura e entretenimento assume uma posição de protesto “contra os sucessivos cortes e erros de gestão na política cultural do Governo“.

A equipa do Espalha-Factos decidiu hoje, de forma maioritária, aderir à Greve Geral desta quarta-feira. Os serviços noticiosos não serão garantidos, não estando prevista qualquer publicação entre as 00 e as 23h59.

Lê aqui o comunicado da Direção:

«Numa posição de clara oposição ao rumo escolhido para a política cultural em Portugal, estaremos parados contra a falta de apoios ao talento nacional, contra a ditadura dos números e do impacto comercial sobre a produção artística e contra a precariedade reinante no mundo do trabalho artístico. 

No nosso Estatuto Editorial, recentemente aprovado pela equipa, assumimos defender a identidade, cultura e Língua portuguesas, primar pela promoção e formação de novos talentos e respeitar a Constituição da República Portuguesa. Sentimos que hoje, com as tentativas de privatização da RTP, com a falta de apoio nos vários setores da cultura, com a inexistência de uma política sustentável de Educação e Ciência, estão postos em causa o cumprimento dos nossos objetivos coletivos e a garantia de um futuro para o nosso país. 

Por esse motivo, e após decisão conjunta, acordámos não fazer qualquer cobertura noticiosa durante o dia de amanhã. No entanto, e por respeito aos leitores, seremos capazes de interromper este ‘blackout’ caso a atualidade o justifique, não desprezando a sua confiança e preferência e não querendo acompanhar o governo na suas tentativas de diminuição do acesso à informação.»