A TVI revelou esta semana o fim dos contratos de exclusividade com todos os atores do canal. Em declarações à TV Guia, Helena Forjaz explicou o porquê desta medida. 

A crise economico-financeira que afeta o país e que se estendeu ao mundo da televisão leva a que a TVI deixe de renovar os contratos de exclusividade com os seus atores. A diretora de Conteúdos, Marketing e Comunicação da TVI, Helena Forjaz, referiu à revista TV Guia que “o mercado caiu de forma vertiginosa e as empresas têm de se adaptar“, referindo mesmo que “seria bem pior” caso fosse ignorado este novo contexto.

Reconhecendo que esta medida poderá trazer alguma instabilidade à vida dos profissionais, a responsável da estação de Queluz, garante que esta nova medida é uma maneira de “salvaguardar o futuro da ficção“, defendendo que o canal quer “continuar a dar trabalho a muitos atores portugueses“.

Perante o advento da ficção nacional da SIC, a diretora da Quatro admite “vantagens e desvantagens” em existir um mercado aberto, ficando agora as estrelas da estação mais alcançáveis pelas investidas da concorrência.