Os Alt-J receberam ontem o Mercury Prize para Melhor Álbum Britânico do ano, com o álbum An Awesome Wave lançado em maio deste ano.

A banda britânica de Leeds era já há vários meses apontada como a favorita para este prémio, mesmo antes de serem conhecidos os nomeados. Apesar da concorrência pesada, que contava com nomes como Django Django, Richard Hawley ou Ben Howard, foi a banda formada em 2007 que levou para casa o tão desejado prémio por todos os artistas britânicos, no valor de 25 mil euros.

A banda mostrou-se bastante surpreendida com o prémio e dedicaram-no aos pais por «não nos terem obrigado a ir trabalhar mal acabámos a faculdade». Unger-Hamilton, Newman, Gwil Sainsbury e Thom Green conheceram-se e formaram os Alt-J na Universidade de Leeds onde estudavam Arte Contemporânea e Literatura Inglesa.

A gala realizou-se na noite de ontem, 1 de novembro, no Roundhouse em Londres. Apresentada por Lauren Laverne, a cerimonia contou com a atuação de todos os nomeados (Alt-J, Ben Howard, Django Django, Field Music, Jessie Ware, Lianne La Havas, Michael Kiwanuka, Plan B, Richard Hawley, Roller Trio, Sam Lee e The Maccabees).

Os Alt-J atuam em Lisboa na edição deste ano do Vodafone Mexefest.