Entre os dias 26 de outubro e 10 de novembro, a Companhia Nacional de Bailado sobe ao palco com um programa de Anne Teresa De Keersmaeker. Este é composto por três obras fundamentais do seu repertório: L’après‐midi d’un Faune de DebussyGrosse Fuge de BeethovenNoite Transfigurada de Schoenberg, acompanhados pela Orquestra Metropolitana de Lisboa. A relação da coreógrafa com a música, que lhe valeu o título de “chorégraphe musicienne”, está bem patente nesta seleção de peças.

A primeira peça, L’après-midi d’un Faune, é uma composição de dez minutos de Debussy e inspirada num poema de Stéphane Mallarmé, que retrata um indivíduo que quer perpetuar as suas ninfas, fazer durar o efémero e preservar o desejo. É à volta deste tema que De Keersmaker coreografou três bailarinos. A coreografia é precedida de um prelúdio dançado no silêncio, em homenagem a Nijinski.

A segunda peça é Grosse Fuge, representa uma meticulosa tradução coreográfica da composição musical do último quarteto de cordas de Beethoven.

A última peça, Noite Transfigurada, descreve um diálogo nocturno entre dois amantes, numa floresta, consistindo numa série de duetos. A estrutura da coreografia reflecte a do poema: a primeira parte é um monólogo da mulher; a segunda parte inclui a resposta do homem; na terceira parte, a mulher e o homem juntam-se.

No dia 25 de outubro, a Companhia une-se às Aldeias de Crianças SOS e abrem as portas do Teatro Camões. Ao fazer um donativo a partir de 15 euros para esta organização é oferecido um convite para assistir ao Ensaio Geral Solidário.

http://www.youtube.com/watch?v=lWrO7jsSTr0