L’ Exercice de  l’Etat  – 6/10

L’Exercice de l’Etat, de Pierre Schoeller, é um dos filmes presentes na programação da Festa do Cinema Francês deste ano. A longa-metragem narra a vida de um ministro e a sua luta para exercer o poder num Estado afetado pela crise económica. A odisseia de um politico num ambiente complexo e hostil,  em que, por vezes, é difícil gerir o poder, quando o Estado devora quem o tenta servir. É um retrato atual da nossa sociedade e dos problemas que o mundo atravessa.

Com uma fotografia sublime, quase onírica, o filme transporta-nos entre o mundo real e da imaginação através de ruídos, bruscos silêncios e imagens retiradas de sonhos, que invadem o grande ecrã no decorrer da história.O público é convidado a entrar na pele do protagonista, acompanhando-o em todos os seus assuntos secretos de Estado e, principalmente, na sua vida privada, descobrindo os seus maiores desejos e angústias.

Contudo o filme peca pela repetibilidade dos cenários onde a ação se desenrola. O carro e a sala de reuniões tornam-se os lugares de eleição, que ilustram toda a intriga, não deixando espaço para outras perspetivas.

A obra bem estruturada ganha maior impacto com a interpretação credível de Olivier Gourmet, como o ministro dos transportes Bertrand Saint-Jean e a participação incrível de Zabou Breitman no papel da fiel conselheira Pauline.

Segundo o realizador, L’Exercice de L’Etat concentra-se na “prática do poder, do Estado, através daqueles que o encarnam e que a ele se entregam”.