O canal pan-europeu adicionou o romeno, o húngaro e o grego ao seu vasto leque de línguas, passando assim a difundir as notícias em 14 idiomas diferentes. Prepara-se também para uma série de novos projetos.

“Hoje, as pessoas vêem o que querem em que plataforma quiserem. Temos a obrigação de nos adaptar à revolução das novas tecnologias. Há que ser mais reativo, temos que nos reinventar”, afirma o diretor-geral da Euronews, Michael Petes.

Nessa sequência, e já desde a semana passada, a Rádio Euronews está em funcionamento, emitindo em seis línguas diferentes. Além de noticiários, transmite ainda música, programas de informação, magazines e meteorologia. Foram também criadas aplicações para Smart TVs, para carros, e surgiram parcerias na produção de séries de TV e filmes, para além de outras com o Google e o YouTube para a transmissão e produção de talk shows.

A Euronews é um canal com a missão de emitir para toda a Europa, América do Norte, América do Sul e Norte de África notícias de qualquer parte do mundo do ponto de vista europeu, permitindo a qualquer cidadão criar a sua própria opinião.

A Euronews é a líder de difusão internacional de notícias na Europa, ultrapassando a CNN International, a BBC World News e a CNBC Europe. A estação europeia já chega a um total de 15 milhões de espectadores, todos os dias.