Assente nos valores de inovação, dinamismo e modernidade, a SIC começa a sua aposta nos canais por cabo, criando uma verdadeira família e uma verdadeira marca no panorama da televisão portuguesa.

Aproveitando alguns dos conteúdos já transmitidos pelo canal generalista, é criado o primeiro canal temático do canal de SIC, o primeiro filho da SIC, a SIC Gold, em Junho de 2000.  SIC Gold manteve- se em emissão até 2002, ano em que é substituído pelo SIC Sempre Gold, que além dos conteúdos antigos da SIC, transmitia também algumas conhecidas séries internacionais.

No início do ano de 2001, em janeiro, surge aquele que seria o grande triunfo da marca SIC e aquela que viria a ser uma marca de credibilidade na informação – a SIC Notícias. Informação durante as 24 horas do dia e diversos programas especiais acerca de economia, saúde, desporto e moda foram são os pilares do canal.

No mesmo ano, em abril, é criado o terceiro canal temático do grupo SIC. Desta vez, o canal de televisão criado destina-se aos jovens, com uma programação virada para as séries de ficção, para a música, talk-shows e sitcoms. A SIC Radical surge como o elemento irreverente da família.

Sofia Carvalho é diretora da SIC Mulher

Dois anos depois, no Dia Internacional da Mulher, 8 de março, surge a SIC Mulher, o quarto canal temático por cabo da SIC. Um canal dedicado às mulheres.

Em 2004, a SIC Sempre Gold chega ao fim e é criada a SIC Comedia. O canal assumiu-se como fornecedor de conteúdos de âmbito humorístico e de  comédia. A transmissão da SIC Comedia termina a 31 de dezembro de 2006.

E eis que chegou o momento de a SIC criar um canal dedicado às crianças. SIC K surge em 2009, com uma grande variedade de conteúdos e orientando-se pelos princípios do divertimento e da inteligência e puxando pelo espírito crítico de cada um.