Este ano, o 5 de outubro marca pela 50º vez o aniversário do agente secreto mais famoso do cinema, tornando-se o dia global dedicado a James Bond.

1953 marca o ínicio de vida daquele que viria a ser o espião mais famoso do mundo, primeiramente em papel, criado pelo escritor Ian Fleming. Em 1954, Barry Nelson foi o escolhido para uma adptação de uma série televisiva e, em 1956, James Bond enveredava por uma telenovela radiofónica, com a voz de Bob Holness.

Só em 1962 Albert R. Broccoli e Harry Saltzman adaptaram os livros para a grande tela, iniciando a carreira cinematográfica de Bond, com o primeiro filme, Dr. No, a ser protagonizado por Sean Connery, o primeiro a dar uma cara ao agente 007 no cinema.

Seguem-se mais quatro filmes protagonizados pelo famoso espião inglês, From Russia with Love (1963), Goldfinger (1964), Thunderball (1965) e You Only Live Twice (1967). Em 1977, Sean Connery faz a sua última aparição com Diamonds Are Forever, com um interregno do ator George Lazenby a protagonizar um dos filmes, On Her Majesty’s Secret Service, em 1969.

Em 1973 entra Roger Moore em cena, para substituir Sean Connery. Moore, um mestre a juntar humor e thriller, protagonizou mais sete filmes do franchising: Live and Let Die (1973), The Man with the Golden Gun (1974), The Spy Who Loved Me (1977), Moonraker (1979), For Your Eyes Only (1981), Octopussy (1983) e A View to a Kill (1985).

Timothy Dalton foi o único ator que se pode gabar de lhe terem oferecido o papel de James Bond três vezes, tendo recusado fazer alguns dos filmes anteriores. Em 1987, finalmente, aceitou, e surgiu no grande ecrã com The Living Daylights (1987) e Licence to Kill (1989).

Cinco anos depois chega um novo filme e com um ele um novo Bond, que viria a ser o Bond da geração dos anos 90. Pierce Brosnan chegou e conquistou, protagonizando GoldenEye (1995), Tomorrow Never Dies (1997), The World Is Not Enough (1999) e Die Another Day (2002).

Por fim, chega o que todos pensavam ser a pior escolha para James Bond, mas que acabou por tornar-se um dos melhores e mais aclamados pela crítica. Daniel Craig conquistou desde logo os mais duvidosos com Casino Royale (2006) e Quatum of Solace (2008), mostrando um Bond mais duro e sério que os anteriores.

2012 marca também a estreia de um novo filme, a 26 de outubro: Skyfall conta novamente com o charmoso Daniel Craig no papel principal e Javier Bardem como vilão.

23 filmes, 6 atores, assim se marcam os 50 anos do agente ao serviço de sua Majestade, sempre na companhia de ação, dinheiro, intriga e Bond girls. Para celebrar o cinquentenário da melhorar maneira, os fãs de Bond de todo o mundo são convidados a votar no seu filme favorito de sempre. Para votar vai a cinema.sapo.pt/app/007. Os resultados serão revelados ainda hoje.