A sessão de encerramento do Queer Lisboa 16 teve lugar às 21h00 de sábado, no cinema São Jorge. Após a exibição do filme Cloudburst, foram anunciados os vencedores para Melhor Documentário, Melhor Longa-Metragem, Melhor Curta-Metragem Internacional e Melhor Curta-Metragem Portuguesa eleitos pelo júri e pelo público.

O Júri da Competição para a Melhor Longa-Metragem composto por João Federici e João Rui Guerra da Mata atribui o Prémio de Melhor Longa-Metragem ao filme americano Keep the Lights On de Ira Sachs, como também deu duas menções honrosas às longas-metragens Beauty de Oliver Hermanus, pelo seu “argumento poderoso” e She Monkeys realizado por Lisa Aschan “pela invulgar força de uma primeira obra e um olhar que sugere um ponto de vista de autor”.

Já as actrizes Vanessa Giácomo e Claudia Ohana, protagonistas da longa-metragem brasileira em competição A Novela das 8, receberam o Prémio de Menção Honrosa para a Melhor Atriz, enquanto Thure Lindhart recebeu o Prémio de Menção Honrosa para Melhor Ator pela sua interpretação no filme Keep the Lights On.

O Júri da Competição para o Melhor Documentário composto por João Pedro Vale, Travis Jeppesen e Leonor Noivo atribuíram ao filme Jaurés, de Vincent Dieutre, o Prémio para Melhor Documentário no valor de 3.000 euros e ainda a compra dos direitos da sua exibição no canal RTP 2.

Ainda na secção do Documentário, o filme Olhe para Mim de Novo recebeu uma menção honrosa por parte do júri que elogiou a “sua corajosa, desafiante e complexa exploração do confronto e ultrapassar das diferenças”.

Júri da Competição para a Melhor Curta-Metragem, composto por Paul Macgregor, Vítor d’Andrade e Isilda Sanches elegeu o filme Along the Road, de Anette Gunnarsson e Jerry Carlsson, como vencedor do Prémio de Melhor Curta-Metragem Internacional no valor de 1.000 euros, recompensa atribuída pela Brussels Airlines e Lufthansa.

O Júri também atribui o Prémio Pixel Bunker de Melhor Curta-Metragem Nacional ao filme Bankers de António da Silva, recebendo 5.000 euros em serviços de pós-produção vídeo.

Para finalizar, foram anunciados os filmes premiados pelo público em cada categoria. O Prémio de Melhor Longa-Metragem foi atribuído ao filme brasileiro de Odilon Rocha, A Novela das 8, que teve uma sublime receção por parte dos espectadores. Já Vito, de Jeffrey Schwarz recebeu o Prémio de Melhor Documentário pelo público e Ce N’Est Pas un Film de Cow-boys, de Benjamin Parent, foi eleita como a Melhor Curta-Metragem.

Após uma semana de Festival ficámos a conhecer os vencedores desta edição do Queer Lisboa, que encerra com uma seleção de 91 filmes de 25 países e com 7.500 espectadores nas salas do Cinema São Jorge. O Festival de Cinema Gay e Lésbico de Lisboa volta para o próximo ano com mais sessões especial e surpresas a não perder.