KEEP_THE_LIGHTS_ON_1

Os vencedores do Queer Lisboa 16

A sessão de encerramento do Queer Lisboa 16 teve lugar às 21h00 de sábado, no cinema São Jorge. Após a exibição do filme Cloudburst, foram anunciados os vencedores para Melhor Documentário, Melhor Longa-Metragem, Melhor Curta-Metragem Internacional e Melhor Curta-Metragem Portuguesa eleitos pelo júri e pelo público.

O Júri da Competição para a Melhor Longa-Metragem composto por João Federici e João Rui Guerra da Mata atribui o Prémio de Melhor Longa-Metragem ao filme americano Keep the Lights On de Ira Sachs, como também deu duas menções honrosas às longas-metragens Beauty de Oliver Hermanus, pelo seu “argumento poderoso” e She Monkeys realizado por Lisa Aschan “pela invulgar força de uma primeira obra e um olhar que sugere um ponto de vista de autor”.

Já as actrizes Vanessa Giácomo e Claudia Ohana, protagonistas da longa-metragem brasileira em competição A Novela das 8, receberam o Prémio de Menção Honrosa para a Melhor Atriz, enquanto Thure Lindhart recebeu o Prémio de Menção Honrosa para Melhor Ator pela sua interpretação no filme Keep the Lights On.

O Júri da Competição para o Melhor Documentário composto por João Pedro Vale, Travis Jeppesen e Leonor Noivo atribuíram ao filme Jaurés, de Vincent Dieutre, o Prémio para Melhor Documentário no valor de 3.000 euros e ainda a compra dos direitos da sua exibição no canal RTP 2.

Ainda na secção do Documentário, o filme Olhe para Mim de Novo recebeu uma menção honrosa por parte do júri que elogiou a “sua corajosa, desafiante e complexa exploração do confronto e ultrapassar das diferenças”.

Júri da Competição para a Melhor Curta-Metragem, composto por Paul Macgregor, Vítor d’Andrade e Isilda Sanches elegeu o filme Along the Road, de Anette Gunnarsson e Jerry Carlsson, como vencedor do Prémio de Melhor Curta-Metragem Internacional no valor de 1.000 euros, recompensa atribuída pela Brussels Airlines e Lufthansa.

O Júri também atribui o Prémio Pixel Bunker de Melhor Curta-Metragem Nacional ao filme Bankers de António da Silva, recebendo 5.000 euros em serviços de pós-produção vídeo.

Para finalizar, foram anunciados os filmes premiados pelo público em cada categoria. O Prémio de Melhor Longa-Metragem foi atribuído ao filme brasileiro de Odilon Rocha, A Novela das 8, que teve uma sublime receção por parte dos espectadores. Já Vito, de Jeffrey Schwarz recebeu o Prémio de Melhor Documentário pelo público e Ce N’Est Pas un Film de Cow-boys, de Benjamin Parent, foi eleita como a Melhor Curta-Metragem.

Após uma semana de Festival ficámos a conhecer os vencedores desta edição do Queer Lisboa, que encerra com uma seleção de 91 filmes de 25 países e com 7.500 espectadores nas salas do Cinema São Jorge. O Festival de Cinema Gay e Lésbico de Lisboa volta para o próximo ano com mais sessões especial e surpresas a não perder.

Zeen is a next generation WordPress theme. It’s powerful, beautifully designed and comes with everything you need to engage your visitors and increase conversions.

Mais Artigos
star wars empire strikes back
Dave Prowse morre aos 85 anos. O adeus ao eterno Darth Vader