A maioria dos portugueses está contra a privatização da RTP e defende que o serviço público de televisão deve ser garantido por um canal pertencente ao Estado. A conclusão é de uma sondagem levada a cabo este mês pela Marktest

De acordo com este estudo, efetuado entre 17 e 20 de setembro pela Marktest, 75,9% dos portugueses é contra a privatização da RTP. Apenas 24,1% são da opinião de que o serviço público de televisão devia ser entregue a uma empresa privada.

Entre as mulheres (80,2%), os jovens entre 18 e 34 anos (75,3%) e os residentes no Grande Porto (80,2%), encontram-se as maiores percentagens de rejeição a um modelo de privatização do canal público.

Outro dos temas abordados neste inquérito foi se devia existir um canal público, como a RTP1, para prestar o serviço público de televisão. Aqui, a resposta favorável ao serviço público foi ainda mais inequívoca: 88,9% respondeu que sim.