Woody Allen continua a cumprir a máxima de “um filme por ano” a que já habituou o seu público. De Paris viaja agora para Roma, a cidade protagonista do seu novo Para Roma Com Amor. Amores, desamores, sonhos e nostalgia são características que mais uma vez envolvem uma longa-metragem do cineasta.

Meia-noite em Paris, em 2011, trouxe consigo um Woody Allen que já não se via há muitos anos, e a fasquia ficou elevada para o filme seguinte. Para Roma Com Amor não traz consigo o mesmo Allen do ano anterior, – aqui perdeu-se a magia e originalidade que se redescobriram em Meia-noite em Paris – mas o realizador nunca faz um mau filme, muito longe disso. O seu mais recente trabalho oferece-nos, um humor de qualidade e um elenco, como sempre, de luxo, onde Woody Allen regressa ao outro lado das câmaras. 

Para Roma Com Amor dá-nos a conhecer uma série de personagens. John, um famoso arquitecto americano, encontra-se a passar férias em Roma, onde viveu durante sua juventude. Ao conhecer Jack, John revê-se nele e nas suas aventuras quando tinha a mesma idade. Ao mesmo tempo Jerry viaja para Roma com sua esposa Phyllis, para conhecer Michelangelo, o noivo italiano da sua filha Hayley. Quando Jerry conhece Giancarlo, pai de Michelangelo, fica deslumbrado com a sua voz e convence-se que ali existe um talento escondido. Já Leopoldo Pisanello é um homem totalmente comum, que, certa manhã, acorda e é um dos homens mais famosos de Itália. Antonio é um recém-chegado a Roma, vindo da província, e quer impressionar os seus familiares ricos através da sua adorável esposa Milly, para assim conseguir mais facilmente um emprego na capital.

Woody Allen deixa de lado a força que caracterizou Meia-noite em Paris e entra num registo mais leve, onde nunca poderiam faltar momentos hilariantes ou sentimentais. Num filme de Allen nunca se deixa de amar ou de sonhar, e uma espécie de melancolia está sempre presente. O argumento não é original, mas continua a arrancar sorrisos e a emocionar, com diálogos fabulosos e personagens muito características. O sonho de ser famoso, a efemeridade da fama, as problemáticas relações amorosas, as saudades do passado, o desejo de agradar, as paixões platónicas, todos estes pontos surgem, de uma forma ou de outra, neste Para Roma Com Amor. 

Roma é-nos inicialmente apresentada por um polícia sinaleiro, e, no decorrer do filme, vamos sendo guiados pela cidade através das suas pessoas, dos protagonistas das quatro histórias que a percorrem. Roma é mais uma personagem, é ela que une as quatro narrativas.

Muitos protagonistas, como acontece neste filme, resultam num ponto negativo: não há profundidade suficiente para nos ligarmos a nenhum deles. Todos surgem com uma personalidade pouco forte, que não cativa a plateia e que acaba por cair num ou noutro cliché. No entanto, todas as personagens nos fazem passar bons momentos, divertidos e hilariantes.

A singularidade de Woody Allen encontra-se aqui na personagem de Alec Baldwin, John, dentro da historia de Jack e Monica – ele é quase um “fantasma intrometido”, num regresso à sua própria juventude, que ali revê. Ele está e não está lá, ao mesmo tempo.

O regresso do Woody actor é certamente recebido com muito agrado por todos os fãs e torna qualquer filme seu ainda mais especial. A ele, junta-se, como sempre, um grande elenco: Roberto Benigni, Alec Baldwin, Jesse Eisenberg, Penélope Cruz, Judy Davis ou Ellen Page são alguns dos nomes de luxo que surgem em Para Roma Com Amor. Destaques para Baldwin com um excelente desempenho como o arquitecto John, Benigni que nunca desilude, qualquer que seja o papel que encarne, e nos proporciona as maiores gargalhadas do filme, ou Penélope Cruz, que é sempre um prazer ver representar. Já Ellen Page não me parece ter sido uma boa escolha para vestir a pele da sedutora Monica. 

A banda sonora, uma das características mais marcantes dos filmes de Woody Allen, é, mais uma vez, exemplar e de grande qualidade e recheada de temas com história e que marcam, mais ainda, a nostalgia que Allen traz consigo.

O amor de Woody Allen por Roma está representado nas pessoas, nas histórias e nas magníficas imagens da cidade. Para Roma Com Amor mostra o carinho do realizador pela capital italiana, mas o certo é que a sua relação amorosa com Paris é muito mais intensa e mágica.

7/10

Ficha Técnica:

Titulo Original: To Rome With Love

Realizador: Woody Allen

Argumento: Woody Allen

Elenco: Woody Allen, Alec Baldwin, Judy Davis, Jesse Eisenberg, Ellen Page, Penélope Cruz, Flavio Parenti, Roberto Benigni, Alison Pill, Alessandro Tiberi, Alessandra Mastronardi, Fabio Armiliato

Género: Comédia, Romance

Duração: 112 minutos

Crítica escrita por: Inês Moreira Santos

*Por opção da autora, este artigo foi escrito segundo as normas do Acordo Ortográfico de 1945.