Se este fim de semana ficaste a conhecer o resultado da tua candidatura ao Ensino Superior, então este título é para ti. É bem provável que estejas a preparar-te para conhecer uma cidade nova e não consigas parar de remoer expetativas perante a realidade que se avizinha, ainda tão  desfocada. É claro que os teus colegas de faculdade tudo farão para que te integres ao máximo, mas já que a tua localização vai mudar durante uns bons anos, nada melhor que começares a envolver-te também na rotina da própria cidade. Estamos a preparar uma série de artigos com propostas culturais, contemplando os principais pólos académicos do país. O primeiro é dedicado a Lisboa.

A cidade onde tudo acontece“, claro. Para todos os gostos, há espaços incontornáveis na capital. Comecemos pela música: B Fachada apresenta o seu Criôlo no dia 21 no Lux, uma discoteca com programação de bom gosto; no mesmo espaço, já na próxima sexta-feira, atua Nicolas Jaar. O renovado Ritz Clube, perto da Avenida da Liberdade, também assegura um cartaz eclético – no dia 22 sobem ao palco The Parkinsons, a 27 Miss Lava e no dia 30 é a vez de JP Simões. O Musicbox é outro espaço a conhecer: DJ Ride no dia 14 ou TV Rural a 21, só para abrir o apetite. Ah, mantém debaixo de olho a Galeria Zé dos Bois, em pleno Bairro Alto.

O Nova Música acontece este ano pela primeira vez, dia 21 no Campus da Universidade Nova de Lisboa, em Campolide, e conta com Capitão Fausto ou Os Pontos Negros. Devem estar quase, quase a ser divulgados os cartazes para outras receções aos novos alunos – o Arraial do Técnico é dos mais emblemáticos e trouxe até Lisboa, em 2011, Emir Kusturica. Em outubro há Ornatos Violeta e Bon Iver, mas, se és fã, de certeza que não estamos a dar novidades – para além de que em outubro já estarás naturalmente a par de tudo o que te interesse.

Capitão Fausto

Na secção ‘à borla’: todas as sextas, na estação de Metro Baixa-Chiado, há concertos de entrada livre, no âmbito da programação PT Bluestation. Porque a passagem pelo metropolitano não pode significar apenas pressa e cansaço.

No que ao cinema diz respeito: Já nos dias 18 e 19, a Cinemateca, bem no centro da cidade, homenageia o Festival de Curtas de Vila do Conde, com a rodagem de quatro filmes portugueses premiados ao longo das suas vinte edições, bem como filmes produzidos por iniciativa do festival. Todos os dias, às 15h30, há Matinés da Cinemateca – uma excelente solução, desde que não comprometa a tua ida às aulas. Aqui encontras toda a diversidade de filmes (agora que acabou a silly-season) a preços adequados às nossas jovens carteiras, tal como o Espaço Nimas, também no centro de Lisboa. O MOTELxFestival Internacional de Cinema de Terror de Lisboa, regressa entre os próximos dias 12 e 16, no Cinema S. Jorge – não te prometemos que te assustes menos com a burocracia das matrículas.

Cartaz do MOTELx 2012

Se preferes Teatro, espaços e sessões não faltam: Teatro Villaret, Teatro da Politécnica, Teatro da Comuna, o já falado S. Jorge, S. Luiz, a erudita Culturgest e, porque não?, o Teatro Dona Maria II, e não os dissemos todos. Preocupo-me, Logo Existo, com Diogo Infante, saiu de cena hoje à tarde, mas ainda bem que estamos em Lisboa e que há n espectáculos do mesmo calibre sempre a aparecer. Até 27 de outubro no Teatro da Politécnica, de terça a sexta e aos sábados, Feliz Aniversário, de Harold Pinter, pelos Artistas Unidos. Vale?

Nos próximos dias conta com os nossos roteiros das cidades do Porto, Braga, Coimbra e Aveiro. Diverte-te!