Lisboa na Rua começa a 16 de agosto e estende-se até 16 de setembro.

“Programamos trinta dias de muitos espaços: praças, miradouros, coretos, jardins onde despojados da inquietude de um ano que findou, nos deixaremos transportar a outras paragens e a outros tempos”, afirma a organização, a Empresa de Gestão de Equipamentos e Animação Cultural (EGEAC).

Este ano Lisboa volta a receber mais uma edição do Lisboa na Rua. Atividades como dança, música, cinema e arte urbana vão animar as ruas da capital durante um mês. A entrada é gratuita e a animação está garantida. Além de jazz, vídeo arte, música erudita, happenings, dança contemporânea, dj’s, arte urbana e música brasileira, o cinema português vai também estar presente, numa altura em que é cada vez mais desvalorizado.

A abertura tem hora marcada para as 19 horas do dia 16 com uma atuação da Orquestra de Jazz do Hot Clube de Portugal no Largo do Intendente. Esta é, também, uma forma de dinamizar o Largo do Intendente, recentemente modificado com o propósito de atrair mais pessoas. Todas as quintas-feiras à mesma hora, este concerto, integrado no ciclo Arte da Big Band, traz à capital cinco orquestras de jazz portuguesas.

A programação completa pode ser consultada aqui.