A exposição que a artista plástica Joana Vasconcelos apresentou em Versailles poderá figurar em Queluz no final do ano.

Esta é a proposta da Secretaria de Estado da Cultura (SEC) e do Ministério da Economia. Em Versailles, Paris, até 30 de setembro, a controversa exposição da artista poderá ir para Queluz no final do ano. Tanto a SEC como o Ministério mostram-se interessados em apoiar a vinda da exposição para terras lusas, uma vez que Joana Vasconcelos foi a primeira mulher a expôr naquele palácio e é também uma artista de renome internacional.

Composta por 17 obras, caso venha para Queluz, a exposição terá que ser reduzida, uma vez que o espaço do palácio português é menor que Versailles. “Os moldes para a realização da exposição estão a ser estudados nos seus contornos exatos”, afirmou a SEC.