Baseado na banda desenhada franco-belga de Phillipe Francq e Jean Van Hamme, o filme Largo Winch – O Império, estreia hoje nas salas de cinema portuguesas.

Com um elenco de luxo internacional, o filme narra a história de Largo, o filho adotivo de Nério Winch, um bilionário, fundador e principal acionista do Grupo W. Após a morte de Nério, o mundo fica ansioso por saber quem sucederá os seus passos e conduzirá a empresa. Aparentemente o bilionário não tinha família e ninguém sabia da existência de um possível sucessor. Contudo, quando Largo aparece e reclama a sua herança os problemas começam e os jogos de poder para chefiar a empresa tornam-se perigosos.

O filme consegue arrebatar o público com a sua fotografia sublime e diversidade de cenários desde o Brasil, Japão, Croácia até a uma aldeia sérvia. Por outro lado é rico pelo seu argumento bem estruturado, em que cada personagem se exprime em várias línguas consoante o seu país de origem, tornando a longa-metragem mais convincente e atrativa.

Em contrapartida o filme peca por ser mais uma vez uma história à moda de James Bond, em que o herói sai sempre vitorioso e os vilões acabam sempre por ser desmascarados ou, no pior dos casos, exterminados pela esperteza do protagonista. Apesar do esforço no desenlace em tornar a história com um final mais aliciante, os “twists” exagerados e os segredos desvendados são confusos e pouco claros na conclusão do filme.

A parte positiva é que o segundo filme de Largo Winch vai estrear brevemente, na próxima semana, aliás, e, por ventura, algumas das dúvidas e intrigas pendentes no primeiro filme podem ser mais exploradas na sequela.

Em suma, esta aposta em filmes com produção e atores internacionais é uma mais-valia, principalmente tendo personagens oriundas de diversas partes do globo. Tal como Tarantino fez em Inglorious Bastards, introduzindo atores de várias nacionalidades, este filme tem a particularidade de abranger o grande público e chegar a diversas culturas.

 

7/10

Ficha Técnica:

Título Original: Largo Winch

Realização: Jerôme Salle

Argumento: Jerôme Salle e Julien Rappeneau, inspirado na banda desenhada de Phillipe Francq e Jean Van Hamme

Elenco: Tomer Sisley, Kristin Scott Thomas, Miki Manojlovic, Mélanie Thierry

Género: Thriller, Aventura

Duração: 108 minutos