A quarta edição do Festival das Artes, subordinada ao tema Viagens, decorre de 13 a 29 de julho, na Quinta das Lágrimas em Coimbra.

São seis os ciclos que, durante 17 dias, juntam os mais diversos artistas: Música, Cinema, Artes Plásticas, Artes de Palco, Gastronomia e Conferências. O tema comemora os 440 anos da edição de Os Lusíadas, de Luís de Camões.

As orquestras Metropolitana de Lisboa (14 de julho) e Chinesa de Macau (28 de julho), António Chaínho (22 de julho) ou Artur Pizarro (20 julho) são alguns dos destaques do ciclo da música. Em artes de palco, duas peças alusivas aos Lusíadas, Os Lusíadas – a Viagem (18julho) e Ode Marítima (24 de julho). O ciclo de cinema foca a sua atenção na exibição de três filmes no Grande Auditório do Conservatório Municipal de Música: Fitzcarraldo (16 de julho), Sete Dias no Tibete ( 17 de julho)e Diários de Motocicleta (23 de julho).

As conferências relacionam-se com viagens e cultura. Alguns dos oradores são os escritores Gonçalo M. Tavares, Inês PedrosaA escrita da cultura em viagem (26 de julho) e os músicos Ruben de Carvalho e Manuel RochaAs viagens do fado (22 de julho). Os convidados da gastronomia são Miguel Vieira, no dia 14 e José Avillez, no dia 26. O ciclo de artes plásticas é marcado por quatro exposições, distribuídas por vários pontos da cidade como o Jardim da Sereia ou o Museu Nacional Machado de Castro.

Há ainda um Serviço Educativo que proporciona formações de várias áreas como gastronomia ou escrita criativa, destinadas a pessoas de várias idades. Destaque principal para a homenagem que será feita ao músico Bernardo Sassetti estreou o Anfiteatro Colina Camões, um dos locais emblemáticos do Festival das Artes, onde decorrem vários dos concertos.

Os bilhetes podem ser adquiridos na Quinta das Lágrimas, FNAC de Coimbra, Lisboa e Porto, Livraria Almedina do Estádio Municipal de Coimbra e na Loja da Universidade de Coimbra. A programação completa no site oficial do festival.