As palavras de ordem são: convencer, encantar, conquistar…Tudo sobre Del Rey, o fenómeno que muito tem dado que falar no panorama musical, sobre o qual muitos ainda levantam a sobrancelha dizendo que não passa de uma “imagem construída”. Não parece ter sido o que aconteceu ontem  no Festival Sónar, em Barcelona, onde Lana se mostra com “muchas ganas”, citando a Rolling Stone espanhola.

Lana Del Rey  tem sido uma personalidade nada consensual, mas sobre a sua presença ontem no festival espanhol a impressão parece ter sido, no geral, muito positiva.  A norte-americana passará por Portugal no contexto do Super Bock Super Rock  e parece que a sua estreia nos palcos europeus não podia ter sido melhor.

O Correio da Manhã refere que a jovem cantora de 25 anos desceu do palco por duas vezes para distribuir beijos e abraços pelos seus fãs, histéricos q.b. (como é costume nestas ocasiões).

Cantando os temas de Born To Die que a catapultaram para a fama: Video Games, Born To Die , Blue Jeans (com coros de vozes do público à mistura), iam passando num ecrã imagens de vídeos caseiros e imagens da Disney, Elvis e Jessica Rabit, grandes referências para Lana, que apareceu em palco acompanhada por três violinistas e uma violoncelista, avança o CM, que se encontrava no local a reportar o concerto.

httpv://www.youtube.com/watch?v=Y1HRzAfnqlI&feature=relmfu

httpv://youtu.be/4NeMDAVV4_o

httpv://www.youtube.com/watch?v=Hnaa7dANsDo&feature=related

Será motivo para os mais céticos dizerem mea culpa por terem sido precipitados nas suas avaliações? Só o tempo o dirá. Mas quem quiser “tirar a teima” terá Lana Del Rey dia 6 de julho a atuar no SBSR, na Praia do Meco.